PETO troca tiros com traficantes, apreende assassino de travesti e fecha grande “boca de fumo” em Teixeira de Freitas

PETO troca tiros com traficantes, apreende assassino de travesti e fecha grande “boca de fumo” em Teixeira de Freitas
19 março 13:52 2016 Imprimir esta notícia

Na noite desta sexta-feira, dia 18 de março, por volta das 20h30, a 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM), recebeu uma informação através do telefone 190, dando conta que três elementos, a bordo de um Volkswagen Gol, placa JNO-0778, licenciado de Santa Luzia-Ba., estavam fazendo arruaças e efetuando disparos de arma de fogo, inclusive para o alto, na rua Jesuíta, imediações ao antigo Bar de Noel, no bairro Tancredo Neves, na região oeste da cidade.

Imediatamente uma guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), foi deslocada ao lugar e assim que os militares chegaram à via, detiveram um adolescente de 16 anos, que havia acabado de ser deixado pelos outros dois acusados, que saíram a bordo do Gol.

Questionado pelos militares o menor acabou entregando o endereço dos dois comparsas e quando a guarnição lá chegou, foi recebida a tiros. Segundo testemunhas houve uma intensa troca de tiros e pouco tempo depois os dois criminosos conseguiram escapar por dentro de uma área alagada que existe no bairro. Guarnições da Cipe-Mata Atlântica e 1º Pelotão chegaram a comparecer no endereço para suporte aos colegas do PETO, mas os acusados não foram mais encontrados.

bangd1Na casa onde os bandidos estavam os policiais apreenderam 436 buchas de maconha, 735 pedras de crack, 19 porções de cocaína, várias pedras brutas de crack pesando 337 gramas e pedaços de maconha, que juntos pesara, 463 gramas, além de uma balança de precisão, um celular, uma toca ninja, R$ 12 e duas bicicletas. O carro que era usado pelos traficantes foi abandonado em frente à “boca de fumo” e na troca de tiros acabou tendo a lataria perfurada.

bangd2Menor assassino

Todo o material apreendido, bem como o menor de 16 anos, foram apresentados à Delegacia da Polícia Civil de Teixeira de Freitas (DEPOL). Em depoimento à polícia o infrator confessou ter matado o travesti Cristiano Santos da Silva, de 30 anos, crime ocorrido na terça-feira, dia 15 deste mês de março, no mesmo bairro Tancredo Neves. Questionado sobre os motivos do crime o menor contou que “Cris”, como era conhecido o travesti, estava lhe devendo R$ 900 de drogas e como não queria lhe pagar, ele acabou cometendo o assassinato sozinho. “Disparei cinco tiros, mas só três acertaram”, disse.

A caçada

A partir de agora as polícias Militar e Civil estão mobilizadas para localizar e prender os dois criminosos que trocaram tiros com a guarnição do PETO. O Gol usado por eles está apreendido e esse veículo pode contribuir com a identificação dos dois. Em relação ao menor, foi lavrado um auto de apreensão em flagrante e o seu futuro será decido pela Vara da Infância e Juventude, após entendimento do Ministério Público. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.