Academia Teixeirense de Letras é criada no dia dos 169 anos de nascimento de Castro Alves

Academia Teixeirense de Letras é criada no dia dos 169 anos de nascimento de Castro Alves
15 março 10:21 2016 Imprimir esta notícia

Foi criada oficialmente em Teixeira de Freitas na manhã dessa segunda-feira (14/03) a Academia Teixeirense de Letras (ATL), que será formada por 40 titulares. O dia escolhido para sua criação oficial não foi por acaso, já que nesta segunda-feira, 14 de março de 2016, se comemora os 169 anos de nascimento do poeta baiano Antônio Frederico de Castro Alves, o “Castro Alves”, que nasceu no dia 14 de março de 1847 e morreu aos 24 anos de idade em 6 de julho de 1871, em Salvador. Castro Alves, que já é patrono da cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras, agora recebe o título de patrono-geral da Academia Teixeirense de Letras.

A ATL foi criada por um grupo de jornalistas escritores, poetas, romancistas e artistas, amantes da literatura. Oito nomes fundaram a Academia Teixeirense de Letras, que tem sua gestação principiada em maio de 2015. A ATL terá sede e foro em Teixeira de Freitas e base de atuação em 13 municípios que compõem o baixo extremo sul (Território de Identidade do Extremo Sul): Teixeira, Alcobaça, Caravelas, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Jucuruçu, Itamaraju, Itanhém, Ibirapuã, Prado e Vereda.

atld2A Academia Teixeirense de Letras terá sessão solene de instalação no sábado do próximo dia 4 de junho, no plenário da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas. Além dos oito membros fundadores, mais 32 nomes serão ingressados para formar o número de 40 imortais. 25 cadeiras serão reservadas para os membros efetivos residentes na cidade de Teixeira de Freitas e 15 cadeiras estão reservadas para os acadêmicos efetivos moradores das outras 12 cidades da região.

Uma vez a ATL criada oficialmente, os novos membros efetivos receberão convites e terão um prazo para responder se aceitam ou não a participar do quadro de titulares da ATL. Cada membro, antes de tomar posse, é obrigado apresentar um patrono da sua cadeira, desde que seja um nome de pessoa já falecida que teve importância histórica, educacional ou cultural para alguns dos municípios que compõem o território de base da ATL.

atld1Depois das 40 cadeiras ocupadas, uma vaga só se abrirá com a morte de algum dos imortais do colegiado. Havendo a morte de algum dos membros titulares, a sua vaga será aberta e publicada em edital para os pretendentes se inscreverem, os nomes concorrentes serão submetidos à avaliação e eleição do colegiado para escolha de um dos candidatos. Nesta fase de instalação da ATL, 32 cadeiras ainda estão vagas e o critério para se juntar aos fundadores é apenas aceitar o convite que lhe fora feito. Pelo menos 21 convites já estão sendo entregues esta semana a pessoas autoras de livros e nomes renomados da literatura e de notório saber do universo das letras.

Conheça os fundadores

atldO jornalista e poeta Almir Zarfeg (Cadeira nº 01); escritor e jornalista Athylla Borborema (Cadeira nº 02); escritora e professora universitária Cristhiane Ferreguett (Cadeira nº 03); escritor, padre e professor universitário Celso Kallarrari (Cadeira nº 04); radialista, pastor e poeta Carlos Andrade (Cadeira nº 05); escritor e juiz de direito Marcus Aurélius Sampaio (Cadeira nº 06); jornalista, radialista e poeta Ramiro Guedes (Cadeira nº 07), comerciante e poeta Castro Rosas (Cadeira nº 08).

Os novos membros efetivos que chegarão a partir de agora para integrar a ATL terão os números escolhidos das suas cadeiras conforme a ordem de chegada. Além da criação da ATL em registro de ata, criação do seu estatuto social, escolha das cadeiras efetivas dos fundadores foi também nesta segunda-feira (14), realizada a eleição da primeira diretoria administrativa da Academia Teixeirense de Letras que promoverá a gestão da instituição nos próximos dois anos.

A primeira diretoria da ATL

atld4Almir Zarfeg (presidente); Athylla Borborema (vice-presidente); Cristhiane Ferreguett (secretária) e Celso Callarrari (tesoureiro). E para o Conselho Fiscal foram eleitos Carlos Andrade, Marcus Aurélius e Ramiro Guedes.

Conforme o presidente Almir Zarfeg, a Academia Teixeirense de Letras objetiva o aporte à cultura e à educação e uma efetiva participação no exercício da cidadania plena, dos ideais democráticos, da intimidade com a arte, da valorização da educação e das letras para o incentivo da literatura e dos valores de justiça. Para ele, o nascimento da ATL, que traz Castro Alves como seu patrono, é um feito além de inédito, grandioso, salutar e excitante em favor da educação, da arte, da história e da cultura do extremo sul baiano. (Por Ronildo Brito)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.