Acusado de tentar matar desafeto é preso pelos militares da 87ª CIPM

Acusado de tentar matar desafeto é preso pelos militares da 87ª CIPM
25 fevereiro 10:45 2018 Imprimir esta notícia

Maxuel Morais dos Santos, de 18 anos de idade, foi preso nesse último sábado, dia 24 de fevereiro, logo após efetuar disparos de arma de fogo contra Rony Clécio Lima Gonçalves, 19, crime ocorrido na Rua Camboja, no Bairro Liberdade II, região sul da cidade. Logo após ser atingido na região do abdômen, Rony Clécio foi socorrido ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde antes de ser levado ao centro cirúrgico, informou que o pistoleiro que havia tentado lhe assassinar, chamava-se Maxuel.

Imediatamente uma guarnição da 87ª Companhia Independente de Teixeira de Freitas (CIPM), saiu em diligência e já no período da tarde conseguiu prender o acusado, que estava em companhia de um comparsa a bordo de uma motocicleta Honda Bros, de cor vermelha, placa policial NZR 5681, veículo que havia sido tomado de assalto na noite da última sexta-feira (23), por volta das 22h40, no bairro Eixo Sul, no qual os autores do crime realizaram disparos de arma de fogo. Foi iniciada uma perseguição pelas ruas do Bairro Liberdade ll, quando os suspeitos adentraram em uma construção, e os militares passaram a persegui-los a pé, tendo êxito na captura de um deles.

A polícia acredita que o segundo acusado tenha fugido em posse da arma usada para tentar matar Rony Clécio, bem como no assalto da Honda Bros.

No fim da tarde deste sábado (24), Maxuel Morais dos Santos, de 18 anos, foi conduzido e apresentado à sede da 8ª Coorpin, onde estava de plantão o delegado Júlio César Telles, que após oitiva, indicou o indivíduo pelos crimes de homicídio tentado e receptação. As últimas informações dão conta que Maxuel permanece preso à disposição da Justiça. (Da redação TN)

  Categorias: