Aeroporto de Porto Seguro sofre com interrupções de voos

Aeroporto de Porto Seguro sofre com interrupções de voos
18 dezembro 11:25 2017 Imprimir esta notícia

As viagens de avião ao município turístico de Porto Seguro, no Sul da Bahia, têm se tornado um transtorno nos últimos meses. O motivo são as interrupções na chegada e saída das aeronaves no aeroporto da cidade quando as condições meteorológicas não são favoráveis para o voo. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), isso acontece por causa da suposta protelação da administradora do terminal, a Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (Sinart), em resolver o problema. O órgão, por sua vez, nega.

De acordo com um levantamento feito por diferentes companhias aéreas brasileiras, divulgado pela Abear, cerca de dois mil passageiros não puderam desembarcar no Aeroporto Internacional de Porto Seguro no último final de semana em decorrência das interrupções causadas pelo mau tempo. “O problema está na velocidade [com que as coisas são feitas]. Eles têm os problemas deles, financeiros e administrativos, que eu não sei, mas a questão é a velocidade”, afirmou o diretor de segurança e operações de voo da Abaer, Ronaldo Jenkis.

Jenkis explica que essas restrições poderiam ser evitadas caso o aeroporto dispusesse de uma ferramenta de auxílio ao pouso da aeronave, chamada de Indicador de Precisão da Trajetória de Aproximação (PAPI). O equipamento permite que o piloto receba uma informação quando estiver próximo a uma área da pista de pouso intitulada de “área de toque”.

Fiscalização
Por meio de nota, a Secretaria do Turismo do Estado (Setur) explicou que atua “cobrando soluções das empresas que fazem a gestão dos aeroportos localizados no estado, a fim de que as operações sejam satisfatórias tanto para os passageiros quanto para as companhias aéreas”.

Especificamente no caso do aeroporto de Porto Seguro, a Setur afirma que, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do estado, fiscaliza “as ações da Sinart para que sejam prestados bons serviços, em conformidade com as exigências da Anac”. (Informações: Correio)

  Categorias: