Agnaldo da Saúde assegura em encontro com acampados que Temóteo Brito vai deliberar nova área para famílias da Villa São João

Agnaldo da Saúde assegura em encontro com acampados que Temóteo Brito vai deliberar nova área para famílias da Villa São João
09 abril 12:05 2018 Imprimir esta notícia

A ADESCO – Associação de Desenvolvimento Comunitário, entidade social de direito privado recentemente fundada em Teixeira de Freitas, dotada de personalidade jurídica e caracterizada pelo agrupamento de pessoas para a realização e consecução de objetivos e ideais comuns, sem finalidade lucrativa, é a entidade que abriga cerca de 300 famílias cadastradas no Acampamento Villa São João, em frente ao local onde a Prefeitura Municipal está instalando o Polo Industrial Municipal.

aded5Na manhã deste domingo (08/04), as famílias e seus coordenadores do Acampamento Villa São João promoveram um café da manhã com produtos orgânicos da terra para oferecer alguns convidados que tem contribuído com a luta daquelas famílias sem teto. O evento recebeu a presença do presidente da Câmara Municipal, vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR) que retornou ao local, dessa vez para assegurar aos acampados o compromisso do prefeito Temóteo Alves de Brito (PSD) com todas aquelas famílias.

aded4Segundo presidente Agnaldo da Saúde, o seu comprometimento com os acampados desde o primeiro momento que lhe pediram ajuda, tem sido constante e sua missão com as famílias do local ainda não acabou –, tanto que foi ao café da manhã do Vila São João, atendendo um chamamento daquela comunidade para lhe agraciar por tudo que já fez por ela, mas terminou levando uma boa notícia, que foi a mensagem do prefeito Temóteo Brito que assegurou que já está em fase final de negociação com uma nova área nas proximidades para prepará-la devidamente e assentar todas aquelas 300 famílias cadastradas.

aded3A coordenadora da ADESCO – Associação de Desenvolvimento Comunitário, Michelle Souza Nascimento esclareceu que o Acampamento Villa São João nasceu a partir do momento que o município retirou estas famílias da área ocupada por elas no alto do Caminho do Mar, onde hoje está sendo construído o Polo Industrial Municipal. Com a retirada, as famílias se abrigaram em frente ao empreendimento, surgindo um movimento “sem teto” que agora se aguarda uma posição definitiva do município, embora já esteja surgindo uma negociação com o prefeito.

aded2A coordenadora Michelle Souza Nascimento destaca que dezenas de famílias não tiveram para onde ir e se mantém morando em frente ao empreendimento as margens da BA-290 (próximo do Aeroporto 9 de Maio) e muitas outras estão em casas de parentes, mas todos os dias estão no local fortalecendo o movimento. Três vezes na semana o grupo se reúne e delibera as novas tarefas e tomam conhecimento do andamento das negociações em torno da conquista de uma nova área para construir suas moradias.

aded1Michele Souza salienta que durante todo este tempo, as famílias vem vivendo de ajuda, tanto para erguer seus barracos e conseguir utensílios para se acomodar, quanto para se conquistar mantimentos e serviços de saúde para sobreviver no local. Daí ela lembra a parceria que conseguiu estabelecer com médicos, psicólogos, nutricionistas, comerciantes e voluntários para manter aquelas famílias resistindo e persistindo pelo sonho da casa própria.

adedOportunidade que a coordenadora Michelle Souza, chancelada pelos demais coordenadores e integrantes do movimento, também enalteceu durante o café da manhã oferecido pela ADESCO, a grande e permanente contribuição do presidente da Câmara Municipal, vereador Agnaldo da Saúde em prol das famílias do Acampamento Villa São João. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: