Agnaldo da Saúde critica pseudos jornalistas e criação sem critérios de sites e blogs em Teixeira de Freitas

Agnaldo da Saúde critica pseudos jornalistas e criação sem critérios de sites e blogs em Teixeira de Freitas
10 agosto 13:03 2017 Imprimir esta notícia

Na manhã desta última quarta-feira, dia 9 de agosto, o vereador Agnaldo Teixeira Barbosa ‘Agnaldo da Saúde’ (PR), presidiu mais uma sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, marcada por intensos debates sobre serviços prestados à população, como transporte coletivo de passageiros e fornecimento de água e esgoto. A reunião contou com a participação dos vereadores Érico Miranda (presidente da Câmara de Alcobaça) e Deilton Sousa Porto ‘Caboquinho’, vereador de Itanhém. Os três municípios fazem parte da Bacia do Rio Itanhém e por iniciativa de Agnaldo da Saúde, estão envolvidos na discussão conjunta, que visa culminar com a realização do simpósio das águas em Teixeira de Freitas.

No final da reunião, após os intensos debates dos vereadores e diante de uma plateia atenta, o vereador Agnaldo da Saúde fez uso da palavra, quando criticou duramente os pseudos jornalistas, que estão montando blogs e sites na rede mundial de computadores, puramente para denegrir a imagem das autoridades, incluindo vereadores e o próprio Poder Legislativo. “Aqui em Teixeira de Freitas existem muitos profissionais e veículos sérios, mas não é possível aceitar a criação desses meios de comunicação “de fundo de quintal”, muitos idealizados por pessoas envolvidas em disputas eleitorais, simplesmente para nos denegrir. Os que estão aqui [vereadores] foram eleitos pelo povo e nós somos o Legislativo do município. Enquanto eu estiver na presidência, vou combater esse denuncismo, que vem se tornando insuportável”, falou

Não é somente o vereador Agnaldo da Saúde que vem questionando o surgimento exagerado desses blogs, com domínios duvidosos, gerenciados por pessoas sem nenhuma qualificação profissional e com meros interesses políticos. Os próprios veículos de comunicação e os profissionais de imprensa legalmente estabelecidos há anos na cidade, sofrem com essa concorrência desleal e deterioração da função de jornalista. Muitas dessas iniciativas, segundo denúncias, estariam sendo incentivadas pelas finanças públicas. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: