Após assassinatos PM reage, três tombam e dois suspeitos são presos em Prado

Após assassinatos PM reage, três tombam e dois suspeitos são presos em Prado
04 junho 17:50 2015 Imprimir esta notícia

A operação desencadeada por policiais do 3º Pelotão PM do Prado só foi finalizada no início da noite desta quinta-feira, dia 4 de abril. Logo cedo, por volta das 8h, os policiais foram ao bairro São Sebastião, o mais populoso do Prado, onde estariam escondidos os maiores traficantes da cidade e de onde partiriam as ordens para os assassinatos em virtude da disputa pelos pontos de venda de entorpecentes ou dívidas não pagas por viciados.

Chegando ao São Sebastião os policiais do 3º Pelotão do Prado, com o apoio de militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), da 43ª Companhia Independente de Itamaraju (CIPM), tentaram fazer um cerco em duas casas, mas de imediato alegam que, foram recebidos a tiros, disparados por criminosos que tentaram fugir pulando os muros de residências próximas e adentrando em um matagal.

No revide policial, Hugo dos Santos Gusmão, de 16 anos, Lucas Souza Alves,15 e Davidson Rodrigues da Silva, de 19 anos de idade, acabaram sendo atingidos e mesmo tendo sido socorridos à Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA), acabaram não resistindo e terminaram morrendo.

Ainda na ação os policiais prenderam um maior e apreenderam um menor suspeitos de integrarem o grupo criminoso. No total foram apreendidas 7 armas de fogo e drogas.

Segundo o subtenente Agnaldo Lima, comandante do 3º Pelotão da Polícia Militar do Prado, a operação já estava prevista, mas tornou-se ainda mais urgente após as últimas três execuções ocorridas nos bairros São Sebastião e São Brás, além da notícia disseminada pelos criminosos, que outros assassinatos iriam acontecer possivelmente na noite desta quinta-feira, dia 4 de junho. Lima garante que outras incursões devem acontecer nos próximos dias, já que a polícia precisa “sufocar” o tráfico de drogas e oferecer uma resposta rápida de sensação de segurança à população. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: