Assassinatos são registrados em Teixeira de Freitas e Mucuri; acusados estão foragidos

Assassinatos são registrados em Teixeira de Freitas e Mucuri; acusados estão foragidos
26 março 23:34 2018 Imprimir esta notícia

Na manhã desta segunda-feira, dia 26 de março, após informações de moradores, uma guarnição da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), deslocou-se ao Sítio São José, localizado às margens da BR-101, próximo ao perímetro de Teixeira de Freitas, onde um homem fora assassinado a golpes de faca do tipo peixeira.

O crime aconteceu no interior da residência da vítima, identificada como Hélio Silva de Jesus, de 35 anos de idade, morto com quatro golpes nas costas. Outro homem também morador na mesma casa contou à polícia que havia saído na última sexta-feira, dia 23 e deixou o companheiro de moradia no imóvel e quando retornou nessa segunda-feira (26), encontrou Hélio morto na cozinha.

Outra testemunha contou ao delegado Manoel Andreeta, responsável pelo Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), que Hélio era desafeto de um vizinho, que até o início da noite dessa segunda-feira (26), ainda não tinha sido localizado pela polícia. Ele é o maior suspeito de ter cometido o assassinato.

Feminicídio – Já em Mucuri, numa residência às margens de uma estrada vicinal que dá acesso ao Povoado de Cruzelândia, Rosimeire Silva dos Santos, de 37 anos de idade, natural de Nanuque-MG., foi morta com um golpe também de faca do tipo peixeira, que atingiu-lhe o peito esquerdo. O principal suspeito de ter cometido o crime é Darlândio Souza Menezes, de 37 anos de idade, marido da vítima, que está foragido.

Os policiais militares da 89ª Companhia Independente de Itabatã (CIPM), que estiveram no local do homicídio, ouviram de testemunhas que o casal brigava muito e após uma nova desavença, Darlândio apossou-se de uma faca de cozinha e golpeou a companheira no seio esquerdo, facada que atingiu o seu coração e provocou sua morte instantânea.

Investigação – A Polícia Civil dos dois municípios está investigando os crimes e caso os acusados insistam na fuga os mandados de prisão deles podem ser solicitados à Justiça nos próximos dias. (Da redação TN)

  Categorias: