Assassino de mototaxista é condenado a sete anos de prisão em Itamaraju

Assassino de mototaxista é condenado a sete anos de prisão em Itamaraju
15 junho 12:14 2016 Imprimir esta notícia

Como havia adiantado o Teixeira de Freitas, terminou na noite desta terça-feira, dia 14 de junho, o júri popular de Sílvio Rocha dos Santos, de 29 anos, acusado de assassinar com dois tiros, sendo um na face e o outro no tórax, o mototaxista Sinval Rodrigues Bonfim, o “Sisi”, de 53 anos na época, crime ocorrido na tarde do sábado, dia 13 de junho de 2013, em um estabelecimento comercial denominado de Bar da Sirlene, no Conjunto Habitacional Italage, região leste de Itamaraju.

E após quase doze horas de debates entre a acusação, representada pelo promotor Tarcísio Robsclei França e o advogado de defesa Wanderson da Rocha da Leite, os jurados acataram a tese do Ministério Público (MP), de homicídio simples, com base no Artigo 121 do Código Penal Brasileiro (CPB) e resolveram condenar o réu em sete ano de reclusão, inicialmente em regime fechado. A defesa insistiu na tese de negativa de autoria, já que segundo o criminalista Wanderson  da Rocha Leite, não haveria testemunha do crime, mas as alegações acabaram não sendo aceitas pelo corpo de jurados.

Ainda de acordo com Wanderson da Rocha Leite, o seu cliente, como já cumpriu três anos de reclusão em regime fechado, já teria o direito legal de responder ao restante da pena em liberdade. “Agora vamos aguardar o transitado em julgado, para posteriormente impetrarmos com os pedidos legais na Vara de Execuções Penais de Teixeira de Freitas. Sílvio, apesar de ter assumido o crime na época em que foi preso, negou a autoria do assassinato durante a instrução e o seu julgamento”, disse.

Segundo o juiz Heitor Awi Machado de Attayde, que presidiu o júri, prevaleceu a vontade da sociedade e os jurados entenderam que a tese apresentada pelo Ministério Público fora a que mais convenceu. “A mim coube o dever de aplicar a pena de acordo com a decisão dos jurados, que são soberanos”, falou.

juridd1O assassinato

Na época do assassinato foi apurado que Sílvio acabou matando o mototaxista Sinval após uma desavença em frente ao Bar da Sirlene, onde o mesmo bebia. Também foi investigada uma possibilidade ligada a ciúmes. Sílvio bebia em frente ao bar e não teria ficado contente com a chegada do mototaxista ao local.

Um dia após o crime, em 14 de junho de 2013, a Polícia Militar de Itamaraju, após denúncia, conseguiu prender o acusado de assassinar o mototaxista Sinval Rodrigues Bonfim, o “Sisi”, de 53 anos na época. Sílvio Rocha dos Santos, hoje com 29 anos, oriundo da cidade de Valença, foi preso na casa de um amigo localizada no Itatiaia, bairro próximo de onde aconteceu o homicídio. Desde então o acusado permaneceu custodiado na carceragem da Delegacia da Polícia Civil de Itamaraju (DEPOL), aguardando o seu julgamento, ocorrido nesta terça-feira, dia 14, no Salão do Júri do Fórum local.

sisid

Agora condenado, homicida deve permanecer preso no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas

Cadeia

Agora o condenado Sílvio Rocha dos Santos, de 29 anos, deve ser recambiado ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde aguardará em regime fechado os recursos que devem ser impetrados na justiça por seu advogado, objetivando que o mesmo continue respondendo ao crime no regime semiaberto, aquele que o preso sai para trabalhar durante o dia e retorna à prisão no período noturno. (Por Ronildo Brito / Fotos: Lênio Cidreira)

  Categorias: