Autor de roubo tenta fingir problemas mentais, polícia não “come o coentro” e ele acaba preso e indiciado em Teixeira de Freitas

Autor de roubo tenta fingir problemas mentais, polícia não “come o coentro” e ele acaba preso e indiciado em Teixeira de Freitas
30 maio 23:12 2016 Imprimir esta notícia

Uma cena digna de filme ou novela, aconteceu na tarde desta segunda-feira, dia 30 de maio, na Delegacia da Polícia Civil de Teixeira de Freitas (DEPOL), onde policiais militares da 87ª CIPM tinham acabado de apresentar Ariel Araújo Amaral, de 22 anos, residente à rua Itiruçu, no bairro Liberdade II, região sul da cidade.

Segundo a polícia, momentos antes o elemento, fingindo estar armado, havia roubado a bolsa de uma senhora no bairro Universitário, contendo documentos pessoais, CRLV de uma motocicleta Honda Biz, cartões bancários, um aparelho celular J5, controle remoto de um portão, pencas de chaves, maquiagens e a quantia de R$ 100 em espécie. O ataque aconteceu próximo ao Campo de Futebol Mangueirão e a vítima do roubo reside no bairro Tancredo Neves.

Em posse da informação uma guarnição da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM), iniciou uma série de diligências e conseguiu localizar o acusado nas imediações do bairro Urbis. Com o elemento os policiais encontraram os produtos do roubo, que mais tarde acabaram sendo entregues à proprietária.

Na Delegacia da Polícia Civil (DEPOL), Ariel Araújo Amaral, de 22 anos, insistiu em negar o crime, mesmo sendo reconhecido pela vítima. Como a medida de negar o assalto não deu certo, ele passou a simular estar confuso e com problemas mentais, mas voltou ao seu estado normal ao ser informado que a polícia já havia levantado o seu passado, tendo o mesmo cumprido pena no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas.

Após as oitivas da vítima, dos policiais e do próprio acusado, a Polícia Civil indiciou Ariel por crime de roubo, com base no Artigo 157 e ele permanece preso à disposição da Justiça. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: