Câmara aprova projeto que imortalizará o Padre Manoel Ferreira numa praça pública em Teixeira de Freitas

Câmara aprova projeto que imortalizará o Padre Manoel Ferreira numa praça pública em Teixeira de Freitas
01 março 10:39 2018 Imprimir esta notícia

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, do último dia 21 de fevereiro de 2018, sob a presidência do vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), foi aprovado por decisão unânime do parlamento, o Projeto de Lei nº 054 de 26 de outubro de 2017, de autoria do vereador Antônio Marques Ferreira da Silva, o “Toinzinho” (PROS) que homenageia e imortaliza o nome do padre e escritor Manoel Ferreira de Oliveira, com a construção de uma praça pública, no bairro Caminho do Mar-I, na zona leste da cidade.

A localidade a ser construída a Praça Pública proposta pelo vereador Antônio Marques está localizada entre as ruas Edgard Roquette Pinto, Humberto Campos, Putumuju e Sacramento, no bairro Caminho do Mar. O Projeto de Lei foi aprovado e seguiu para sanção do prefeito municipal. Havendo a devida sanção do Poder Executivo, fica o município autorizado a promover o planejamento, liberar recursos e construir a proposta Praça Pública e batizá-la oficialmente com o nome do Padre Manoel Ferreira de Oliveira, lhe imortalizando no referido local.

Segundo o vereador Antônio Marques, o “Toinzinho” a homenagem é justa e merecedora por tudo que o escritor e padre Manoel Ferreira representou para Teixeira de Freitas por intermédio da Igreja Católica. Segundo o vereador Toinzinho, o seu Projeto de Lei nasceu por meio de um movimento popular em que os próprios moradores lhe apresentaram um abaixo assinado com quase duas mil assinaturas requerendo a imortalidade do padre na praça a ser construída. Lembra que o Padre Manoel Ferreira foi um baluarte, não somente como fundador da Paróquia Imaculada Conceição, do bairro Nova América, mas como precursor de inúmeros projetos sociais, religiosos, educacionais, culturais e programas de incentivo a literatura.

Quem foi o escritor e padre Manoel Ferreira

Ele nasceu no dia 16 de janeiro de 1968, no município de Correntes, na mesorregião do extremo sul do agreste de Pernambuco, na divisa com Alagoas. Filho de um casal de sertanejos, ele era o mais novo de 6 irmãos. Com apenas 1 ano de idade mudou-se com sua família para a cidade vizinha de Palmeiras dos Índios, no estado de Alagoas, onde adotaria como sua terra natal. Com 4 anos de idade perde o pai aos 33 anos de idade. A mãe passou a ser lavadeira para sustentar a família e os 6 filhos foram trabalhar na feira livre vendendo frutas ou pegando frente.

Manoel Ferreira de Oliveira já crescido, mas ainda criança, pegava frente quando conheceu um coroinha da Igreja Católica que o convidou para lhe ajudar a tocar o sino da igreja, onde acabou também virando coroinha. Aos 18 anos, em 1986, ingressou no seminário São José, na cidade de Riachão do Jacuípe, no sertão norte da Bahia. Cursou Filosofia no Seminário de Olinda e Recife, no Pernambuco, e Teologia no Seminário Arquidiocesano de Maceió, em Alagoas, e se especializou em Pedagogia Catequética pela PUC de Goiás.

Foi vigário na sua terra natal, em Palmeiras dos Índios, Belo Horizonte, Campinas e novamente Palmeira dos Índios. Em 2007, recebeu o convite do então bispo diocesano de Teixeira de Freitas, Dom Carlos Alberto dos Santos e no dia 19 de julho de 2007, chega à cidade, onde foi apresentado a comunidade católica e teve até a oportunidade de celebrar a sua primeira missa na Paróquia Nossa Senhora das Graças. No dia 1º de setembro de 2007, assumiu oficialmente a direção dos trabalhos de fundação da Paróquia Imaculada Conceição, na própria comunidade Imaculada Conceição, no barro Nova América, cuja comunidade nasceu em 1967.

No mesmo ano Manoel Ferreira iniciou a construção da Casa Paroquial, estabeleceu ciclos, programas, metodologias, comemorações festivas e calendário religioso e cultural da paróquia. Foram muitas as realizações a frente da Paróquia Imaculada Conceição, celebrando em mais de 20 comunidades religiosas na zona leste de Teixeira de Freitas. No dia 7 de dezembro de 2009, a Paróquia Imaculada Conceição ganhou sua base territorial de forma oficial após decreto da Diocese, quando o padre Manoel Ferreira de Oliveira ampliou seus serviços e atos religiosos. Em 2013, inaugurou a gruta de Nossa Senhora de Lourdes na matriz da igreja.

Foi um religioso que sempre se preocupou com as necessidades dos mais pobres com iniciativas de criar projetos sociais na paróquia como arrecadação de alimentos, distribuição de sopa toda semana no bairro Caminho do Mar e a coleta de reciclagem. Era um homem do bem-estar social, da religião, das letras, do esporte, da educação e da cultura popular. Era um ávido leitor de livros e bravo debater do comportamento humano. Publicou o livro “Sabias Que?”. Teixeira de Freitas foi a cidade que mais tempo ele passou na sua vida de vigário e se declarava um apaixonado pela cidade.

O escritor e padre Manoel Ferreira de Oliveira, morreu aos 49 anos, na quinta-feira do dia 31 de agosto de 2017, por insuficiência respiratória depois de uma metástase pulmonar logo um pós-cirúrgico em São Paulo, depois de quase 1 ano lutando contra um câncer raro. (A metástase no pulmão é um câncer que se desenvolve em uma área do corpo e se espalha para os pulmões). O corpo foi transladado na época para sua terra natal e sepultado no Cemitério Campo Santo, no Parque das Flores, em Palmeira dos Índios, Alagoas. (Por Athylla Borborema)

  Categorias: