Casal alega falta de emprego para envolvimento com o tráfico de drogas em Itanhém

Casal alega falta de emprego para envolvimento com o tráfico de drogas em Itanhém
27 junho 11:27 2016 Imprimir esta notícia

Policiais do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), da 44° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), fizeram uma operação que se iniciou no bairro São João e terminou no centro de Itanhém. As ações aconteceram na tarde do último sábado, dia 25 de junho e resultaram na prisão do casal, Diheime Pereira Lobeu, de 31 anos e Quívia Pena Nascimento, 22.

O casal estava em frente a uma residência, quando os policiais flagraram os dois realizando a venda de entorpecentes. Na revista foram encontrados com os dois, três celulares, R$ 351 em espécie, 28 pedras de crack, 3 pedras brutas da mesma droga e porções grandes de maconha.

Durante depoimento, a mulher assumiu sozinha ser dona dos entorpecentes e disse que o companheiro estava junto, mas, não sabia que ele traficava. Ele confirmou a versão dela. Quívia disse ainda que começou a traficar depois que foi demitida e que “está difícil conseguir emprego”. Diheime contou que não possui passagem, mas, os policiais disseram que ele tem.

quiviad1Logo após a prisão em flagrante os dois foram conduzidos à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, que concentra um plantão regional durante os finais de semana, onde acabaram sendo apresentados ao delegado Charlton Flagra. Marido e mulher foram ouvidos e flagranteados por crime de tráfico de drogas, conforme o Artigo 33, da Lei 11.343/2006. Diheime e Quívia devem ser transferidos para o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde ficarão à disposição da Justiça.

As drogas apreendidas acabaram apresentadas à Delegacia Regional de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), para que sejam incineradas. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.