Casos de ataque de escorpiões assustam moradores de Vitória da Conquista

Casos de ataque de escorpiões assustam moradores de Vitória da Conquista
03 janeiro 18:19 2017 Imprimir esta notícia

Moradores de Vitória da Conquista, região sudoeste do estado, estão apavorados. O perigo possui pernas e caudas amarelo-claro e o tronco escuro, mede até 7 cm de comprimento e tem uma serrilha nos 3° e 4° anéis da cauda, responsável por 81 ataques no município somente no ano passado.

O escorpião da espécie Tityus Serrulatus, conhecido também como escorpião amarelo, tem aparecido com frequência na região. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), em 2015, foram 59 casos notificados e nenhum óbito foi registrado.

Ainda de acordo com a Sesab, até 26 de dezembro do ano passado, foram notificados 13.500 acidentes com animais peçonhentos na Bahia. Deste universo, 9.200 foram de escorpiões. Cobras foram 2.500, abelhas 660 e aranha 500 casos registrados.

Só o policial militar aposentando Osvaldi Gomes Lima, 55 anos, já encontrou em sua casa mais 30 escorpiões no ano passado. “Mas já achei bem mais. Os 30 foi a quantidade que consegui colocar no vidro, mas é bem mais”, disse o Osvaldi, morador do bairro Urbis V.

Segundo ele, em Vitória da Conquista, sempre houve casos de aparecimento de escorpiões. “Mas de julho para cá, tem aumentado. Aparecem em tudo que é lugar, de todos os tamanhos. Outro dia, dormia quando um caiu sobre mim. Pensei até que fosse uma barata ou grilo. Bati e ele caiu. Foi aí que vi o que se tratava”, contou o policial.

Osvaldi adotou algumas medidas que resultou na diminuição da presença dos aracnídeos. “Passei a intensificar a limpeza da casa, vedei todos os buracos e frestas e coloquei algumas galinhas no quintal que acabam comendo os escorpiões. Acredito que eles estão concentrados mais nos esgotos, porque a maioria deles entrava em casa pelo ralo do banheiro”, disse o policial militar aposentado.

Ele disse que os vizinhos também têm se deparando com os animais peçonhentos. “Tem gente aqui que já se mudou. A cidade vive hoje uma epidemia de escorpiões”, declarou. (Informações: Correio)

  Categorias: