Chefão da Telexfree zombava dos divulgadores: “povo burro”

Chefão da Telexfree zombava dos divulgadores: “povo burro”
19 março 12:02 2017 Imprimir esta notícia

Era por meio de vídeos no Youtube que o dono da Telexfree, Carlos Costa, sempre aparecia para rebater as acusações de que a empresa seria pirâmide financeira e para garantir estar preocupado com a liberação do dinheiro dos divulgadores. De tempos em tempos, lá estava ele tentando passar tranquilidade e confiança a quem havia investido na empresa . Porém, nos bastidores, o discurso era outro e envolvia até ofensas aos associados. Em conversas com o sócio Carlos Wanzeler, o empresário zombava dos investidores, chamando-os de “povo burro”.

As conversas fazem parte das oito denúncias apresentadas no último mês pelo Ministério Público Federal à Justiça Federal no Espírito Santo. As provas das irregularidades, coletadas durante a Operação Orion em 2014, foram retiradas do sigilo pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

Em várias mensagens, Costa e Wanzeler discutiam sobre o percentual de divulgadores que não pediam resgaste das remunerações conquistadas com o negócio e comemoravam o alto índice de reinvestimento na empresa.

As conversas fazem parte das oito denúncias apresentadas no último mês pelo Ministério Público Federal à Justiça Federal no Espírito Santo. As provas das irregularidades, coletadas durante a Operação Orion em 2014, foram retiradas do sigilo pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

Em várias mensagens, Costa e Wanzeler discutiam sobre o percentual de divulgadores que não pediam resgaste das remunerações conquistadas com o negócio e comemoravam o alto índice de reinvestimento na empresa. (Informações: A Gazeta)

  Categorias: