Compras públicas: Sebrae se reúne com gestores de Teixeira, Itamaraju, Medeiros Neto e Itanhém

Compras públicas: Sebrae se reúne com gestores de Teixeira, Itamaraju, Medeiros Neto e Itanhém
31 agosto 11:39 2017 Imprimir esta notícia

O Sebrae Bahia realizou reuniões com gestores e secretários municipais e representantes de entidades da agricultura familiar das cidades de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Medeiros Neto e Itanhém, para viabilizar as estratégias de compras públicas sustentáveis. O objetivo desses encontros, realizados nos dias 24 e 25 de agosto, foi apresentar uma proposta de trabalho para reunir os representantes dos municípios e agentes envolvidos nas questões de merenda escolar e nas compras dos produtos rurais por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Segundo o gerente regional do Sebrae, Alex Brito, com um diálogo mais ativo e a ampla participação dos envolvidos nas tomadas de decisão, os municípios poderão fomentar o crescimento e a qualidade dos produtos oferecidos aos alunos nas escolas. “Isso irá também contribuir para o desenvolvimento econômico dos produtores rurais locais”, disse. Ainda segundo o gerente, as estratégias visam promover oficinas com diversos atores envolvidos, como produtores rurais, nutricionistas e merendeiras para trabalharem nas receitas e na elaboração dos cardápios.

pnaed1O secretário de Educação de Teixeira de Freitas, Hermon Freitas, destaca que a participação do Sebrae nesse desenvolvimento proporcionará benefícios para a população. “A vocação do nosso município é o agronegócio e, por isso, nós precisamos sistematizar as compras, abraçando essa metodologia” disse. Para o prefeito de Itamaraju, Marcelo Angênica, o município precisa profissionalizar as ações dentro da agricultura familiar. “Poderemos conhecer os dois lados, as necessidades do agricultor e as necessidade da prefeitura por meio da intermediação do Sebrae”, destaca.

Em Medeiros Neto, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Armando Leal, disse que o apoio do Sebrae às ações envolvendo a agricultura familiar irá incrementar o comércio da cidade, facilitando o escoamento dos produtos rurais. “Às vezes, os agricultores produzem, mas não têm para quem entregar por falta de orientação”, afirmou. E essa afirmação da necessidade de maior entendimento, agregando técnicas, direcionamentos e orientações para o próprio produtor acompanhar os processos de perto, é confirmada pela prefeita de Itanhém, Zulma Pinheiro. “Por maior que seja a experiência do agricultor, se ele tiver mais orientação, com certeza, a produção será melhor aproveitada”, finalizou.

pnaed2As próximas reuniões e oficinas que darão início aos processos práticos de desenvolvimento das Estratégias de Compras Públicas Sustentáveis em cada município acontecerão ainda este ano, de acordo com a agenda de cada município. (Da redação TN)

  Categorias: