De foice: Ele me roubou cinco camisas e um galo de raça, diz assassino de “Galeguinho” em Itamaraju

De foice: Ele me roubou cinco camisas e um galo de raça, diz assassino de “Galeguinho” em Itamaraju
02 março 00:58 2017 Imprimir esta notícia

Após ser preso na manhã desta quarta-feira, dia 1º de março, por policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), da 43ª Companhia Independente de Itamaraju (CIPM), Leomar Santos da Conceição, o “Léo”, de 22 anos, confessou à Polícia Civil que matou em 2016 um rapaz conhecido por “Galeguinho”, desferindo vários golpes de foice contra o mesmo, no interior de uma plantação de bananas no Bairro Novo Prado, na região oeste da cidade.

Logo após o crime, segundo o homicida, ele fugiu para Vitória-ES., onde permaneceu por alguns meses, até retornar recentemente para Itamaraju, achando que ficaria impune.

No momento da prisão, ocorrida graças a um mandado expedido pelo juiz Heitor Awi Machado de Attayde, titular da Vara Crime de Itamaraju, Leomar Santos da Conceição, o “Léo”, de 22 anos, estava portando um revólver calibre 38, da marca Taurus, municiado com quatro cartuchos intactos.

O indivíduo, após ser ouvido, acabou indo direto para a carceragem da Delegacia da Polícia Civil de Itamaraju (DEPOL), onde permanece custodiado à disposição da Justiça. Além do homicídio, ele vai responder pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: