Dois prefeitos e dois vices eleitos não tomam posse na Bahia

Dois prefeitos e dois vices eleitos não tomam posse na Bahia
03 janeiro 18:37 2017 Imprimir esta notícia

Dois prefeitos e dois vices eleitos em outubro de 2016 não tomaram posse na Bahia no último domingo (1º). Em Caatiba, no sudoeste do estado, a prefeita Tânia Ribeiro (PR) foi impedida de assumir o cargo porque responde a um processo por improbidade administrativa, proveniente da gestão anterior, na qual era vice-prefeita. Quem tomou posse no lugar dela foi o vice eleito Luis Paulo Souza (PSB).

De acordo com a Justiça Federal, Tânia Ribeiro e outras 12 pessoas são suspeitas de envolvimento em um esquema de fraude em licitações e desvios de verba da educação do município. Por conta do processo, ela foi afastada da gestão por seis meses e só poderá tomar posse da administração municipal a partir do dia 18 de fevereiro.

Já no município de Belmonte, o prefeito eleito Jânio Natal (PTN) renunciou o cargo durante a cerimônia de posse, realizada no domingo (1º). No anúncio, o gestor afirmou que não assumirá a prefeitura porque pretende permanecer no cargo de deputado estadual. O irmão de Jânio e vice na chapa, Janival Andrade (PTN), assumiu o posto no lugar dele.

Em Itabuna, o prefeito Fernando Gomes (DEM) tomou posse na Câmara dos Vereadores sozinho, porque o vice, Fernando Vitta (PMDB), está sob tratamento médico e não pôde comparecer à cerimônia.

Na cidade de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, a vice-prefeita eleita, Mirela Macedo (PSD), também não tomou posse porque vai assumir o cargo de deputada estadual. A prefeita Moema Gramacho (PT) assumiu o cargo sozinha. Esta é a terceira vez que a gestora administra o município. (Informações: G1)

  Categorias: