É de um detento de Teixeira, tenta justificar mulher presa com mais de 330 pedras de crack em Itabatã

É de um detento de Teixeira, tenta justificar mulher presa com mais de 330 pedras de crack em Itabatã
18 fevereiro 13:52 2017 Imprimir esta notícia

Mais de 330 pedras de crack  prontas para serem comercializadas e 40 gramas da mesma droga em seu estado bruto, foram apreendidos nesta sexta-feira (17), em Itabatã, Distrito de Mucuri. Os entorpecentes estavam em posse de uma mulher que foi presa em flagrante.

A prisão aconteceu depois que a guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO),  da 89ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), fazer uma abordagem no bairro Triângulo Leal, e encontrar uma pequena quantidade de crak com um suspeito, que ao ser interrogado, confessou o local onde comprava a droga.

Ao chegar no endereço indicado, os policiais encontraram Geane Ferreira Santos, de 28 anos, moradora da rua Rio Bonito, no próprio Bairro Triângulo Leal. A acusada confessou guardar a droga dentro de sua casa, mas disse que não comercializava, e que os entorpecentes seriam de um presidiário de Teixeira de Freitas, o qual também seria o chefe de várias “bocas de fumo” em Itabatã.

chod1As últimas informações dão conta que Geane, após ser ouvida pelo delegado Samuel Martins, titular da Polícia Civil de Mucuri, acabou indiciada por tráfico de drogas, com base no Artigo 33, da Lei 11.343/2006. A acusada deve ficar à disposição da Justiça na ala feminina do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas – CPTF. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: