“É uma mudança completa no padrão da saúde pública na Bahia”, diz secretário Fábio Vilas-Boas

“É uma mudança completa no padrão da saúde pública na Bahia”, diz secretário Fábio Vilas-Boas
17 novembro 19:54 2017 Imprimir esta notícia

Durante a inauguração da Policlínica Regional em Teixeira de Freitas, nesta sexta-feira (17), o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, destacou o novo modelo de gestão adotado para a unidade, que atenderá outros 13 municípios do extremo sul baiano. “Como a gente não quer que as pessoas tenham que esperar em filas, ninguém vai marcar a consulta aqui na Policlínica. As pessoas irão a um posto de saúde no seu município fazer a consulta, agendar o exame e aí vêm para cá com todo o conforto, no ônibus com ar-condicionado, para serem atendidas, depois voltam para casa.  É uma mudança completa no padrão da saúde pública no nosso Estado”, afirmou.

A unidade já começa a funcionar na segunda-feira (20). Ao todo, 460 mil moradores da região poderão usufruir do novo atendimento. Sete micro-ônibus farão a rota entre os municípios participantes do Consórcio Público de Saúde, que administra a unidade. Os veículos são equipados com ar-condicionado, televisão, poltronas reclináveis e acessibilidade para deficientes, a fim de conduzir pacientes agendados à policlínica da região.

A Policlínica localizada em Teixeira de Freitas é a primeira inaugurada pelo Governo, do total de 18 que serão implantadas no estado. Ainda este ano, até o dia 22 de dezembro, mais três policlínicas serão entregues em Guanambi, Irecê e Jequié.

Financiamento

Sobre o financiamento, Vilas-Boas explica que o consórcio contempla o Governo do Estado financiando 40% e os 60% restantes serão distribuídos proporcionalmente, de acordo com o tamanho da população de cada município. “Esse custeio vai ser sobre o que efetivamente vier a ser gasto, então vai ficar muito barato para cada município porque aqui não há lucro, apenas uma transferência do que foi efetivamente gasto. Os recursos são descontados pelo Governo de cada município na sua cota do ICMS, para quitar as despesas daquele mês”. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: