Edvaldo Carvalho não admite governo para meia dúzia e define projeto que contemplará população de Ibirapuã

Edvaldo Carvalho não admite governo para meia dúzia e define projeto que contemplará população de Ibirapuã
24 junho 10:53 2016 Imprimir esta notícia

O ex-prefeito do município de Ibirapuã, Edvaldo Carvalho dos Santos (SD), informou que é pré-candidato a prefeito nas eleições deste ano (2016). Edvaldo Carvalho já comandou o município de Ibirapuã na gestão 2009/2012 e foi considerado um gestor bem avaliado em razão das inúmeras obras públicas que construiu e na promoção da política de valorização do funcionalismo público.

Além de ter sido bem avaliado como administrador, foi também considerado um gestor de mente aberta, cumpridor dos seus deveres e acessível ao diálogo e assim, conseguiu atrair investimentos públicos e privados para o município. E teve todas as suas quatro contas públicas aprovadas pelo TCM – Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia.

Nas últimas eleições municipais, Edvaldo Carvalho perdeu a disputa política no processo de reeleição por uma diferença de 209 votos para o empresário e atual prefeito Rildo Andrade (PRP), que atualmente é apontado no extremo sul com um dos quatro piores gestores em setores primordiais da sua administração. (É o que sinalizam os números recentes das pesquisas do Governo da Bahia e das pesquisas de intenção de voto).

No dia 7 de novembro de 2014, Edvaldo Carvalho foi alvo de uma façanha inédita, quando as suas contas públicas do exercício de 2012 que tinham sido aprovadas pelo TCM, terminaram desconsideradas no julgamento político da Câmara Municipal de Ibirapuã, por um placar de 8 a 0, com exceção do presidente que não foi preciso votar.

As suas contas do exercício de 2012 havia inicialmente obtido em 24 de outubro de 2013 um parecer opinativo pela sua reprovação no TCM sob acusação que a gestão ultrapassou o índice tolerável de gasto com pessoal, tendo ultrapassado 54%. Mas o ex-prefeito Edvaldo Carvalho recorreu do parecer que opinava pela rejeição das suas contas públicas e justificou a necessidade da contratação daquele funcionalismo para setores essenciais e o TCM acabou aceitando o argumento, reconsiderando as suas contas com a precisa aprovação.

Mas com a decisão da Câmara Municipal em não aceitar a deliberação do TCM, o ex-prefeito Edvaldo Carvalho, recorreu na justiça, sob alegação que o Poder Legislativo agiu partidariamente e politicamente, não prezando pela soberania do julgamento. Segundo a defesa de Edvaldo Carvalho, o Poder Legislativo não fez questão de prezar pela razoabilidade técnica e nem respeitou o processo contábil e o método jurídico do TCM, que é o órgão que tem as únicas e exclusivas prerrogativas para emitir parecer técnico cobre contas públicas.

O ex-prefeito Edvaldo Carvalho, atual presidente do Diretório Municipal do Partido Solidariedade, agora se declarou pré-candidato a prefeito e disse que a sua pré-candidatura partiu de um apoio popular e não poderia se furtar em momento algum em atender os apelos da população para que ele volte, e por isso, decidiu que vai para as convenções para registrar a sua candidatura a prefeito de Ibirapuã.  Disse ainda que é um homem de conversas e se disse disposto a ouvir todos, tanto políticos como também a população em geral, tanto que tem andado e discutido com os próprios moradores da sede e do interior as principais prioridades da sua gente.

Edvaldo Carvalho ainda fez um questionamento interessante, ao dizer que a cidade de Ibirapuã continua forte graças às ações da iniciativa privada. E que o município precisa de programas modernos e uma gestão que pense em todos e não somente em meia dúzia. E que investimentos na Educação, Saúde, Cultura e Infraestrutura são prioridades para um município estratégico como Ibirapuã.

“Estamos traçando um debate com a comunidade de Ibirapuã e qualificando uma metodologia para que deste diálogo nasça o nosso futuro projeto político para o município e para todos os seus habitantes. Porque hoje, Ibirapuã está necessitando de um gestor forte, determinado e de fácil diálogo com a sociedade. Ibirapuã não precisa de prefeito só de teoria, precisamos de um administrador prático e conhecedor dos problemas, das prioridades e dos reclames da nossa sociedade como um todo, principalmente da nossa juventude”, disse Edvaldo Carvalho. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: