Em Salvador: empresas de energia, água e gás discutem como melhorar os serviços prestados para população

Em Salvador: empresas de energia, água e gás discutem como melhorar os serviços prestados para população
06 abril 12:19 2017 Imprimir esta notícia

Com objetivo de que as empresas de energia, água e gás possam melhorar a eficiência e a segurança dos serviços prestados para população e, efetivamente, implementar a chamada internet das coisas no país, o UTC Summit 2017, que abriu os trabalhos hoje, em Salvador, Bahia, reuniu líderes do setor elétrico e de tecnologia da informação e comunicações. Entre eles Fernando Arronte, presidente da Coelba; Laercio Albuquerque, presidente da Cisco; Enio Branco, presidente da  Celesc; Fábio Alves, do Ministério de Minas e Energia (MME); Agostinho Linhares, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel); André Patrus, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); Laerte Cleto do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC); Rogerio Bonini, presidente do Conselho Diretor do Utilities Telecom & Technology Council (UTC), entre outros. O objetivo era debater regulamentação de mercado, digitalização de redes, segurança cibernética e a definição de políticas públicas no âmbiente tecnológico.

Um dos destaques em discussão foi o pleito das empresas de serviços públicos para alocação de um espectro prioritário para a comunicação de dados para executar funcões como ligar e desligar chaves, transmitir informações entre subestações, enviar comandos para aumentar ou diminuir a geração de energia, etc. Hoje não existe faixa priorioritária e muitas vezes essas companhias dependem dos seviços de telefonia convencional das operadoras móveis, concorrendo com usuário comum de whatsapp ou facebook, por exemplo.  Também durante o evento, a Aneel divulgou que vai iniciar consulta pública para reavaliar os incentivos regulatórios que hoje são concedidos às distribuidoras de energia elétrica. A ideia é verificar se eles são suficientes para a realização dos investimentos ou se há necessidade de mudanças e ajustes para ajudar a melhorar a eficiência das distribuidoras. O UTC Summit 2017 vai até sexta-feira, 7 de abril. (Da redação TN)

  Categorias: