Eunápolis: Juiz mantém júri de Paulo Dapé e outros acusados pela morte de radialista

Eunápolis: Juiz mantém júri de Paulo Dapé e outros acusados pela morte de radialista
Ronaldo Santana foi assassinado a tiros quando seguia para o trabalho na Rádio Jornal de Eunápolis
09 maio 20:24 2018 Imprimir esta notícia

O ex-prefeito de Eunápolis, Paulo Ernesto Ribeiro da Silva, o “Paulo Dapé”; Valdemir Batista de Oliveira, o “vereador Dudu”; Antônio Oliveira Santos, o “Toninho da Caixa” e Maria José Ferreira Souza, a “Maria Sindoiá”, vão a júri popular.

Eles são apontados como autores intelectuais da morte do radialista Ronaldo Santana, crime ocorrido em 1997. A sessão do juri começa na próxima segunda-feira (14), às 8h, no Fórum Mário Albiani.

O juiz da 1ª Vara Crime de Eunápolis, Otaviano Andrade Sobrinho, manteve a data. O MP-BA teve que designar um novo promotor, Ariomar da Silva, do Núcleo do Júri, que vai atuar com auxílio do promotor local, Luiz de Freitas.

Há uma semana, o Ministério Público Estadual requereu o adiamento do julgamento dos quatro acusados da morte de Ronaldo Santana. O promotor Dinalmari Messias informava a impossibilidade da presença do promotor designado para o caso, Davi Gallo Barouch.

O crime teve como executor o ex-policial militar Paulo Sérgio Mendes Lima, que já foi julgado, condenado e cumpriu pena. Ele entregou os outros acusados. (Da redação TN)

  Categorias: