Eunápolis: TRT obriga Caixa a retornar funcionário acusado de fraude

Postado por Teixeira News | 10 de janeiro de 2018 18:30

A Vara do Trabalho de Eunápolis mandou a Caixa Econômica Federal reintegrar, em 48h sob pena de multa diária, um bancário que estava preso por crime contra o sistema financeiro nacional e passou para o regime semiaberto.

O acusado ajuizou a ação no TRT5 em agosto de 2017 pedindo o retorno ao trabalho. Ele estava suspenso por ter sido condenado a 7 anos e 8 meses de reclusão por crimes bancários quando era gerente do Banco do Estado do Espírito Santo.

A Caixa Econômica Federal, em resposta a ofício enviado pelo Juízo de Execuções Penais, sustentou que não receberia o condenado de volta e que o edital do concurso exigia declaração firmada pelo candidato de que não existe contra ele processo criminal ou civil.

Para a instituição financeira, a volta do trabalhador significa afronta ao princípio da moralidade administrativa e, óbvio, afirma não existir mais confiança para a manutenção do emprego de um fraudador de bancos num banco.

O juiz substituto da Vara do Trabalho de Eunápolis, Jeferson de Castro Almeida, alegou que “somente as condenações criminais que impeçam a continuidade física da prestação do trabalho é que ensejam justa causa”.

Não foi informado se o acusado já retornou ao trabalho ou se a Caixa pretende recorrer da decisão às instâncias superiores. (Por Ronildo Brito)

Source URL: http://teixeiranews.com.br/eunapolis-trt-obriga-caixa-a-retornar-funcionario-acusado-de-fraude/