Governo monta força tarefa para conter crise hídrica em Itabuna

Governo monta força tarefa para conter crise hídrica em Itabuna
07 abril 09:58 2016 Imprimir esta notícia

Áreas estratégicas do município de Itabuna, no sul do estado, receberão 60 tanques de cinco mil litros para reserva de água potável. A ação, aprovada pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SIHS), busca minimizar os impactos da crise hídrica na região. Em março, para enfrentar emergencialmente o problema de abastecimento de água na cidade, o Governo autorizou o aporte de recursos da ordem de R$ 3,8 milhões, publicado em edição do Diário Oficial do mesmo mês.

Relocação de captação de água em Nova Ferradas, recuperação da Estação de Tratamento de Água da localidade, aumento da oferta e a melhoria da qualidade da água distribuída estão entre as medidas adotadas pela SIHS, que, “de fato, mudarão a vida da população itabunense”, destaca o secretário Cássio Peixoto, ressaltando que todas elas atenderão aos padrões de potabilidade estabelecidos em lei. Ele enfatiza ainda que haverá a reativação de um reservatório para despressurizar a rede de distribuição, além da retirada da vegetação aquática do Rio Cachoeira, evitando a proliferação do mosquito da dengue e liberação imediata de carros pipas, distribuídos em pontos indicados pela prefeitura local.

Ainda para assegurar a plena condição hídrica da região, o Governo do Estado iniciou outra grande intervenção – a construção da Barragem do Rio Colônia. O equipamento beneficiará aproximadamente 350 mil pessoas da região sul do estado. Ao todo, o investimento é de R$ 119,6 milhões, com recursos dos governos federal e estadual. No último sábado (2), o governador Rui Costa visitou o canteiro das obras,  executada pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à SIHS, localizada no município de Itapé.

“O governador prometeu e a secretaria vai cumprir com esse compromisso e suas funções de regularidade do abastecimento”, disse Peixoto, que acompanhou a visita. A barragem ocupará área de 1.621 hectares, terá altura de 19 metros e capacidade para armazenar 62 milhões de metros cúbicos de água, permitindo a vazão de 1.259 litros por segundo. Considerada essencial para regularizar a vazão dos rios Cachoeira e Colônia, também abastecerá as sedes municipais de Itapé e Itabuna, além da localidade de Ferradas, nos arredores de Itabuna.

Segundo o secretário, ações de recuperação das nascentes dos rios e conscientização ambiental junto aos proprietários de terra situada antes da barragem também serão feitos pela SIHS. “Estamos avançando no diálogo com a Prefeitura de Itabuna para resolver a questão do saneamento de água e de esgoto no município e, assim, garantir o abastecimento para a população de Itapé e Nova Ferradas, resolvendo ainda o problema das enchentes em Itabuna”. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.