Homem apontado como comparsa de “Nego Jó” morre após reagir a ação da PM em Itamaraju

Homem apontado como comparsa de “Nego Jó” morre após reagir a ação da PM em Itamaraju
27 julho 23:00 2017 Imprimir esta notícia

Policiais da 43ª Companhia Independente de Itamaraju (CIPM), realizavam rondas no fim da manhã desta quinta-feira, dia 27 de julho, no Conjunto Habitacional Vale do Jucuruçu, cidade baixa, quando avistaram um indivíduo em atitude suspeita. Desconfiados os militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), aproximaram-se para fazer a abordagem, quando dizem que foram surpreendidos pela violência do suspeito, que teria ameaçado levar a mão à cintura, demonstrando estar armado.

Temendo ser atacada a tiros a guarnição alvejou Joilson Cardoso Rodrigues, o  “Neguinho”, que segundo a polícia já era um velho conhecido das forças policiais, sendo acusado de ser comparsa de um elemento conhecido como “Nego Jó”, apontado como um dos líderes do tráfico de drogas em Itamaraju.

Com o acusado baleado os policiais não aguardaram a chegada do SAMU e preferiram socorrer Joilson na própria viatura. Ele chegou com vida ao pronto socorro do Hospital Municipal de Itamaraju (HMI), mas acabou não resistindo e veio a óbito.

Com Joilson Cardoso Rodrigues, o “Neguinho”, que era morador do Prado, os militares encontraram 01 revólver calibre 38, municiado com três projéteis intactos, um picotado e dois deflagrados.  1,6 quilos de crack e uma balança de precisão. No banco de dados da Polícia Civil foi levantado que Joilson havia sido preso pela última vez no último dia 7 de junho.

No fim da tarde desta quinta-feira, dia 17, o delegado Bruno Ferrari, que está respondendo pela Polícia Civil no município de Itamaraju, já que a titular Rosângela Santos está em período de férias, informou que instaurou inquérito policial para apurar o caso. Ferrari adiantou que Joilson era investigado numa série de crimes e possuía ligação confirmada com “Nego Jó”, esse que está foragido. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: