Inusitado: Homem que assassinou rival há oito anos em Itamaraju se apresenta à polícia de Teixeira de Freitas

Inusitado: Homem que assassinou rival há oito anos em Itamaraju se apresenta à polícia de Teixeira de Freitas
Imagem:: Edvaldo Alves/LN
07 agosto 12:07 2017 Imprimir esta notícia

Na tarde deste último sábado, dia 5 de agosto, Aldir Carlos de Oliveira, parou uma viatura da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM), que passava em rondas na Rua Vista Alegre, Bairro Tancredo Neves, região central da cidade e disse que queria se entregar, já que havia cometido um assassinato há cerca de oito anos, crime ocorrido na Fazenda Beija-Flor, no interior de Itamaraju.

Perguntado pelos policiais sobre as circunstâncias do crime, Aldir relatou não lembrar-se dos detalhes, informando apenas que morava com os seus pais na propriedade rural e a vítima vivia lhe ameaçando. “Ele pegou um facão pra mim cortar e eu dei um tiro nele”, disse. Sobre a arma usada no assassinato, ele contou que foi uma espingarda chumbeira de sua propriedade na época.

Com a confissão os militares fizeram uma consulta em um sistema que reúne informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) e confirmaram o mandado de prisão em aberto contra Aldir, com validade até 2030. Logo depois o homem foi conduzido à sede da 8ª Coorpin e apresentado ao delegado Maderson Dias, de plantão na unidade.

Sobre sua atitude de apresentar-se espontaneamente à polícia, Aldir contou que ficou nesses últimos oito anos às escondidas, mas sempre trabalhando e sem cometer qualquer outro delito. “Precisava fazer isso por minha mãe e minha esposa”, falou, ao justificar sua apresentação.

Como ele ainda deve participar de audiências, até que o inquérito seja oficialmente concluído e enviado ao Judiciário, para o posterior julgamento, Aldir Carlos de Oliveira deve ser recambiado nos próximos dias para a Delegacia da Polícia Civil de Itamaraju – DEPOL. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: