Irmãos investigados por assassinatos são presos com “oitão” em Teixeira de Freitas

Irmãos investigados por assassinatos são presos com “oitão” em Teixeira de Freitas
08 abril 16:44 2018 Imprimir esta notícia

Na noite da última sexta-feira, dia 6 de abril, uma guarnição da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM). realizava rondas pelo Bairro Monte Castelo, quando na Rua Rio Negro, avistou dois indivíduos trafegando em uma motocicleta Honda Titan, de cor preta, placa policial HJF-8293, licenciada em Nanuque-MG. Ao avistarem a viatura, os suspeitos aumentaram a velocidade e durante tentativa de fuga dispensaram algo.

Os militares, suspeitando da ação, interceptaram os dois e retornaram até o local e durante buscas encontraram um revólver calibre 38, municiado com cinco cartuchos intactos. Os suspeitos foram identificados como sendo os irmãos João Marcos Cavalcante da Silva, de 22 anos e Mateus de Jesus da Silva, 19, moradores da Rua Paulo Afonso, no Bairro Castelinho, região leste de Teixeira de Freitas.

irmaosdAlém do revólver calibre 38, com número de série 978340, foram encontrados com os irmãos, dois aparelhos celulares e a quantia de R$ 28,00. Os irmãos, que estavam com as roupas sujas, aparentando estarem voltando do trabalho, são filhos de um conhecido torneiro mecânico da cidade, mas, segundo a polícia, são envolvidos com atos ilícitos.

Segundo a polícia, além de furtos e roubos, a dupla é suspeita da prática de homicídios e tentativas de homicídios. Inclusive João Marcos já foi preso por homicídio e o irmão, suspeito de outro assassinato. O caso foi registrado na sede da Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas (DT) e apresentado ao delegado Maderson Souza Dias, de plantão na unidade.

O delegado ouviu os militares e, logo após, iniciou as oitivas com os suspeitos, que terminaram flagranteados por porte ilegal de arma de fogo. A dupla será entregue ao Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), que investigará outros crimes atribuídos aos irmãos na cidade. Pelo crime em que acabaram autuados, foi arbitrada fiança, e se for paga os suspeitos irão responder em liberdade. (Da redação TN)

  Categorias: