Jaguatirica atropelada é salva em clínica de Teixeira de Freitas após ter sido resgatada por advogados na BA-001

Jaguatirica atropelada é salva em clínica de Teixeira de Freitas após ter sido resgatada por advogados na BA-001
24 janeiro 21:41 2018 Imprimir esta notícia

Uma Jaguatirica de porte médio, com cerca de 100 centímetros de comprimento e pesando 11 quilos, com padrão de coloração da pelagem semelhante ao do gato maracajá foi resgatada desmaiada às margens da BA-001, no trecho entre o Trevo de Alcobaça ao Portal do Balneário de Guaratiba. O felino foi resgatado por um grupo de advogados e encaminhado para a Clínica Veterinária Zoopet de Teixeira de Freitas, uma das mais conceituadas clínicas veterinárias da região, onde foi salvo e devolvido ao IBAMA na tarde desta terça-feira (23/01) e levado para um centro de readaptação em Porto Seguro.

Os advogados Stefano Pelletti, Abisson Fernandes e Karla Drumond seguiam na manhã de sábado (23) de Teixeira de Freitas para o balneário de Guaratiba, no município de Prado, quando enxergaram o animal na beira da pista. Segundo o advogado Stefano Pelletti, eles pararam de imediato e logo detectaram tratar-se de uma Jaguatirica que parecia desmaiada e como não encontraram nenhum ferimento no felino, julgaram que ele poderia ter sido picado por cobra, contudo, ele respirava normalmente.

jaguad3O advogado Stefano Pelletti disse que de imediato colocaram a Jaguatirica no porta-malas do carro e ligaram para o IBAMA informando o achado, quando foram orientados a socorrê-la. Por ocasião que a Jaguatirica deu entrada no sábado pela manhã na Clínica Zoopet. Conforme a médica veterinária Larrubia Ferraz, o animal chegou à clínica totalmente imóvel, desidratada, com fome, sede e sentindo febre.

A Jaguatirica foi sedada e examinada. Pelo exame de ultrassom ela apresentava um machucado na pata esquerda característico de um atropelamento, mas não havia trauma grave. Foi detectado um aumento do útero, mas não foi também detectada nenhuma hemorragia abdominal. De acordo com a médica veterinária Larrubia Ferraz, a Jaguatirica tem cerca de 7 meses de idade e se detectou pelos exames a formação das suas vísceras gestacionais, justificando que ela está prenha de 4 a 5 semanas.

Segundo a médica veterinária Larrubia Ferraz, a Jaguatirica tomou soro durante o final de semana, ingeriu vitaminas, antibióticos e recebeu vacinas e, já na segunda-feira (22) ela amanheceu normal e arisca, não permitindo mais que lhe tocasse, tendo se alimentado de carne e ração de gato.

jaguad“Trata-se de uma fêmea de grande elegância e beleza, que se encontrava machucada e desnutrida e após todos os procedimentos veterinários, tratamos a Jaguatirica e após 4 dias conosco a devolvemos para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, que a levou para o centro de readaptação do IBAMA em Porto Seguro. Para todos nós da Clínica Zoopet foi um grande presente ter tido a oportunidade de cuidar e salvar esta belíssima e preciosa gata selvagem na nossa Clínica”, festejou a médica Larrubia Ferraz. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: