Lata na cabeça: Nascente pisoteada, com fezes de animais e bomba d’água queimada no interior de Itamaraju

16 abril 13:57 2017 Imprimir esta notícia

—-

Moradores do pequeno Distrito de Piragi, distante cerca de 70 quilômetros de Itamaraju, há seis meses estão sofrendo com a falta de água nas torneiras, sendo pela falta de cuidado com a nascente, que fica aberta para as mais diversas ações de animais, inclusive bovinos e mais recentemente em virtude da bomba d’água ter “queimado” devido a uma pane elétrica. O equipamento, responsável por bombear a água até os domicílios dos moradores, estaria com esse problema há seis meses, desde o governo passado de Pedro da Campineira (PSD) e persistiu na nova administração de Marcelo Angênica (PSDB).

piragid2Na beira da represa, visivelmente pisoteada e com o nível bem abaixo do normal, é possível notar fezes de bovinos, que também bebem água na mesma nascente. Mais adiante são notados equipamentos velhos, enferrujados, além de caixas e depósitos sujos. O administrador do lugar, conhecido como “Flavinho”, já teria sido questionado acerca da problemática, mas até os dias atuais, com mais de três meses e meio integrando à nova gestão, não conseguiu resolver o caso.

piragidPara não ficar com sede, muitos moradores do lugar, inclusive idosos, são obrigados a caminhar muito até a nascente, onde enchem baldes e outros vasilhames. Quem tem algum veículo ou animal, usam esses meios para transportar o líquido e quem não possui, é obrigado a carregar esses recipientes na cabeça. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: