Mais uma: Secretário Leo Oss é denunciado por passar caminhão ao padrasto para prestar serviço à Prefeitura de Itamaraju

08 março 13:22 2017 Imprimir esta notícia

Pelo visto o sentimento de impunidade continua pairando no município de Itamaraju e as denúncias contra membros do governo Marcelo Angênica (PSDB), não param de surgir. O principal deles é o secretário municipal de Administração e homem de confiança de Angênica, Edson Oss, mais conhecido como “Leo Oss”, o mesmo que abriu uma empresa fantasma em nome do sobrinho e de um empregado (Vimolas) para prestar serviço à Prefeitura e agora é novamente questionado por ter passado um caminhão de propriedade da sua empresa, Cosmos Comércio de Molas Ltda., que possui o nome de fantasia Posto de Molas São Cristovão, para o nome do padrasto, José Carlos Favalessa, para que o veículo pudesse ser contratado pelo município, burlando assim os órgãos de fiscalização, principalmente o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Membros do grupo “Fiscaliza Itamaraju”, ingressaram no Ministério Público Estadual (MPE), uma denúncia contra a atual gestão do município, sob alegação que o secretário de Administração, Leo Oss, estaria com veículos da sua empresa prestando serviços à administração, através de contrato com seu pai de criação. Integrantes do “Fiscaliza Itamaraju” seguiram o caminhão Mercedes Bens, L1620, de cor vermelha, placa KEB-3436, ano 2014, que no sistema do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), até o último dia 20 de fevereiro, aparecia em nome da empresa Cosmos Comércio e Serviços Ltda., que na Junta Comercial aparece como de propriedade de Sued Bastos e Leo Oss, ambos funcionários do governo de Marcelo Angênica, sendo último exercendo o posto de secretário municipal de Administração.

camidAinda não se tem informação acerca dos valores dos contratos dos veículos, devido o prefeito utilizar de uma medida emergencial para evitar licitações e envio imediato de documentos ao Tribunal de Conta dos Municípios (TCM), contradizendo uma das propostas de palanque, que seria a implantação imediata do “portal municipal da transparência”, onde o dinheiro do município estaria detalhado de forma clara e as informações de acesso livre a qualquer cidadão.

camid1Segundo o “Fiscaliza Itamaraju”, depois de descobrir que estava sendo investigado, os veículos da empresa, inclusive o caminhão 1620, placa KEB-3436, teriam sido transferidos para o nome de José Carlos Favalessa, pai de criação do secretário Leo Oss. “Mesmo os dois residindo em Itamaraju, onde existe uma Ciretran, a transferência foi realizada na Retran de Alcobaça”, informa o “Fiscaliza”.

camid2No perfil pessoal do prefeito Marcelo Angênica no Faceboob, ainda de acordo com o “Fiscaliza Itamaraju”, é possível constatar o referido veículo atuando no serviço de limpeza pública da cidade, fato que comprovaria as denúncias.

Essa é a terceira grave denúncia contra o secretário de Administração, Leo Oss, que em pouco mais de dois meses de governo também já foi acusado pela prática de nepotismo e de criar uma empresa fantasma para vender peças de veículos à Prefeitura de Itamaraju.

camid3As últimas informações dão conta que mesmo diante da repercussão pública dos casos e investigações abertas pelo promotor Tarcisio Robslei França, veículos ligados à Prefeitura continuam fazendo serviços na Cosmos Comércio de Molas Ltda., ou Posto de Molas São Cristovão, empresa de Leo Oss. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: