Maus-tratos: Cenas de animal sendo arrastado vivo em Guaratinga gera protestos

18 agosto 09:56 2016 Imprimir esta notícia


O vídeo de um equino sendo arrastado vivo por um caminhão da limpeza pública de Guaratinga, ganhou repercussão estadual nesta quarta-feira, dia 17. A União de Entidades Protetoras dos Animais da Bahia (Unimais), que congrega 60 organizações, irá oferecer denúncia ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) contra a gestão municipal.

As imagens foram inicialmente divulgadas nas redes sociais nesta última terça-feira (16). O cavalo já estava debilitado na margem da rodovia. Segundo relatos de testemunhas no vídeo, o motorista decidiu amarrá-lo  no caminhão para, depois, deixá-lo em um aterro sanitário.

Após o pedido de outros motoristas que passavam pelo local, o condutor do caminhão desamarrou e abandonou o animal, com vários ferimentos provocados pelo atrito com o asfalto.

As ONGs Patinha Solidária e Voz dos Bichos, que atuam na região, também foram acionadas pela Unimais. “Nossa rede vai levantar todos os dados que precisamos para acionar a Justiça. Isso não deve ser um caso isolado”, disse o presidente da Unimais, Carlão Ferrer.

O caso deve ser enquadrado na Lei 9.605/98, de Crimes Ambientais. A punição varia de três meses a um ano de detenção, além do pagamento de multa. No entanto, há a possibilidade de cumprir pena alternativa, que pode ser de trabalho voluntário em abrigos ou pagamento de cesta básica.

Por meio de nota, a Prefeitura de Guaratinga informou que “abriu uma sindicância administrativa para apurar o fato e que notificou a empresa”. Após a repercussão estadual a Secretaria de Meio Ambiente de Guaratinga alegou que resgatou o animal e providenciou cuidados veterinários. (Por Ronildo Brito)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.