Médica continua desaparecida e buscas são retomadas no ES

Médica continua desaparecida e buscas são retomadas no ES
05 abril 20:32 2018 Imprimir esta notícia

A médica Jaqueline Colodetti continua desaparecida. Ela sumiu na tarde da última terça-feira (3) em Viana. Nesta quinta-feira (5) as buscas foram retomadas entre Viana e Domingos Martins, municípios do Espírito Santo. O Corpo de Bombeiros e voluntários participam da ação em Santa Leopoldina.

Enquanto bombeiros fazem buscas no rio, voluntários percorrem a pé e de carro a região. Pela manhã, os bombeiros com a ajuda de um atleta de rafting percorreram o Rio Jucu. “A gente percorreu mais ou menos oito quilômetros de rio, entramos em um ponto em Biriricas, entramos no rio por volta das 8 horas e fomos descendo e parando nas margens”, contou Sidney Welten.

Longe de Viana está o hospital onde Jaqueline trabalhou na manhã do dia do desaparecimento. O consultório onde ela atendia foi interditado pela polícia para realização de perícia. A médica, segundo funcionários, chegou ao local por volta das 9 horas e atendeu seis pacientes. “Foi um dia muito normal, ela atendeu os pacientes, chegou um pouquinho atrasada por conta de uma manifestação em Cariacica”, disse o vice-presidente do hospital, Rodrigo André Sidel.

Uma radiologista foi uma das últimas pessoas no hospital a ter contato com Jaqueline. Ela contou que não percebeu nenhuma alteração no comportamento da médica. “Ela estava normal, como sempre muito educada, cordial e sempre pedia o cafezinho dela antes de ir embora, como aconteceu”, informou Giselly Siller.

Após o plantão no hospital de Santa Leopoldina, a médica seguiria para Campo Grande, em Cariacica, onde faria atendimentos a partir das 15 horas. A estrada onde o carro foi encontrado está fora do trajeto que Jaqueline teria que fazer de Santa Leopoldina até Cariacica. A possibilidade dela ter passado por atalhos para chegar a Viana é quase nula, isso por causa do difícil acesso, pois todos são de estrada de chão. A suspeita é que ela tenha seguido pela estrada de Santa Leopoldina e no caminho tenha desviado do trajeto.

O carro da médica foi encontrado na beirada da margem do Rio Jucu, próximo a BR 262. Ele estava trancado e com todos os pertences dentro. Um bilhete escrito à mão teria sido encontrado dentro do veículo. Tanto o carro quanto o bilhete vão passar por perícia. Segundo testemunhas, antes desaparecer, a cardiologista teria permanecido dentro do carro, na região de Viana, por 2 horas.

Desde o desaparecimento da médica, várias notícias chegam aos familiares. Uma delas é que Jaqueline foi vista caminhando na noite de quarta-feira (4), às margens da BR 262. A Polícia Civil informou que o caso está sob investigação da Delegacia Especializada de Pessoas Desaparecidas.

Foram realizadas buscas durante toda a manhã desta quinta-feira. O comando local do Corpo de Bombeiros Militar organizou cinco grupos compostos por voluntários, familiares e militares, totalizando 47 pessoas. Também foram utilizados carros, botes, caiaques e cães, do K9 do 4º Batalhão. (Informações: Folha Vitória)

  Categorias: