Morte de aluno: Prefeito de Itamaraju ainda não respondeu se contratou ônibus de vereador

Morte de aluno: Prefeito de Itamaraju ainda não respondeu se contratou ônibus de vereador
09 março 22:40 2017 Imprimir esta notícia

Até o fim da tarde desta quinta-feira, dia 9 de março, mesmo diante dos vários questionamentos da população, o prefeito de Itamaraju, Marcelo Angênica (PSDB), não comentou a denúncia que o ônibus contratado pela secretaria municipal de Educação para fazer o transporte de alunos do Bairro Corujão, pertence ou não ao vereador Zé do Bolo (PTB).

Na manhã desta última quarta-feira, dia 8 de março, por volta das 6h40, o aluno Luiz Fernando Almeida dos Santos, de 9 anos, desembarcou do ônibus contratado pela Prefeitura de Itamaraju, para participar de mais um dia de aulas numa escola pública municipal do Bairro Corujão, na região sul da cidade.

Segundo populares que presenciaram o desembarque do menino, o motorista do ônibus, que seria irmão do vereador Zé do Bolo, parou o veículo no lado da rua oposto à escola e quando Luiz Fernando desceu para atravessar a via rumo ao colégio, acabou sendo violentamente atropelado por uma caminhão que trafegava no sentido contrário. O motorista do caminhão fugiu e ainda não apresentou-se à polícia.

Em seguida ao atropelamento o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas como demorou demais, um familiar providenciou o socorro de Luiz Fernando ao Hospital Municipal de Itamaraju (HMI), onde a criança acabou não resistindo e veio a óbito.

Nos protocolos do Ministério da Educação, consta que os condutores do transporte escolar devem parar os veículos em frente aos portões principais das escolas, possibilitando que os alunos desçam e não tenham que atravessar a rua para adentrar aos colégios. Caso contrário, o ônibus precisa manter um monitor treinado em seu interior, para parar o trânsito e possibilitar a travessia dos alunos com segurança.

Nesta quinta-feira, dia 9, sob forte comoção, o corpo de Luiz Fernando Almeida dos Santos, de 9 anos, foi sepultado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Com a informação que o ônibus seria de propriedade de um vereador, o que é ilegal, esperava-se que o prefeito Marcelo Angênica (PSDB), ou a secretária municipal de Educação, Juciara Pereira, que é esposa do vice-prefeito Téa Pires, fossem dar alguma declaração, mas até o momento se mantiveram no silêncio. Tanto a Prefeitura de Itamaraju, quanto a secretaria municipal de Educação, não possuem assessorias de imprensa.

Para brilhar a fiscalização do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), como sempre acontece, Zé do Bolo teria colocado o veículo em nome de outra pessoa e o contrato teria sido feito em troca de apoio ao chefe do executivo na Câmara Municipal de Vereadores. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: