MP de Teixeira de Freitas “abre o olho” para possíveis abusos no aumento dos combustíveis

MP de Teixeira de Freitas “abre o olho” para possíveis abusos no aumento dos combustíveis
10 novembro 13:35 2015 Imprimir esta notícia

A greve dos petroleiros no país já passa dos dez dias e há quem aproveite a situação para faturar. Há postos de combustíveis, a exemplo de Itabuna, cobrando até R$ 4,50 pelo litro da gasolina. “A tentativa de “assalto” não se concretizou, pois o motorista se negou a abastecer o carro no posto”, informa o Blog Pimenta.

A exemplo do que já aconteceu em Eunápolis, onde há um movimento popular para cobrar dos postos a devolução da diferença do valor cobrado no litro de combustível, na cidade de Teixeira de Freitas, maior centro urbano do extremo sul, o promotor João Batista Madeiro Neto, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, acaba de instaurar um procedimento investigativo, para apurar os possíveis abusos. Alguns donos de postos estariam aproveitando o aumento da procura por parte de proprietários de veículos, para reajustar preços, antes mesmo da renovação dos estoques, o que seria ilegal.

“O MP resolve instaurar o presente procedimento preparatório, com o objetivo de apurar os fatos narrados e de nortear a tomada de decisão deste órgão ministerial”, escreveu o promotor Madeiro, solicitando informações à Agência Nacional de Petróleo (ANP), para que informe o preço médio dos combustíveis praticados em Teixeira de Freitas no mês de outubro e primeira semana de novembro, além de implementar fiscalização em todos os postos, a fim de verificar se houve aumento excessivo dos preços de combustíveis. (Da redação TN)

  Categorias: