Esposa de Wamevo concede entrevista e confirma que cabeleireiro reagiu ao assalto

Esposa de Wamevo concede entrevista e confirma que cabeleireiro reagiu ao assalto
17 março 12:22 2017 Imprimir esta notícia

A mulher de Wamevo Santos Cardoso, a esteticista Maridia Vieira de Jesus, 37 anos, contou que esta foi a primeira vez que o cabeleireiro reagiu a um assalto.

Você e o Wamevo estavam juntos há quanto tempo?

Dois anos e oito meses.

Vocês já tinham vindo ao Espírito Santo?

Sim. Viemos fazer um curso há um ano e meio. Meus filhos, uma jovem de 18 e um rapaz de 20 anos, moram em Colina de Laranjeiras, na Serra. Eles vieram fazer faculdade aqui.

O que passou pela sua cabeça quando foi abordada pelo bandido?

Pensei que ele era um vendedor ou um pedinte. Mas depois que ele me rendeu, só pensei em entregar tudo o que tinha. Não pensei em reagir. Obedeci e falei para os meus filhos obedecerem.

O Wamevo já tinha comentado com você que reagiria caso fosse assaltado?

Não. Ele já foi vítima de vários assaltos, e nunca reagiu. Eu não entendi porque ele reagiu desta vez. Acredito que foi para defender a família.

Como era o Wamevo?

Alegre, amigo, trabalhador, sonhador. Queria fazer um curso de cosméticos na França.

Como se sente agora?

Sinto uma tristeza, não sei definir. Só sei que está doendo demais. Quero justiça.

Motivo da viagem ao ES

O casal Wamevo e Maridia, além filho, de 1 ano, e uma amiga, chegaram no Espírito Santo no último domingo (12). O motivo da viagem foi um curso de sobrancelha que ela faria no Estado.

As aulas terminaram na terça-feira, dia 14, e Maridia reservou a quarta para sair com os filhos e amigos.

Corpo de Wamevo em Teixeira de Freitas

Na manhã desta quinta-feira (16), o corpo de Wamevo foi encaminhado para Teixeira de Freitas, onde a família mora. Segundo Maridia, ele nasceu na cidade, chegou a morar em Macaé (RJ), e voltou para Teixeira de Freitas há cinco anos.

A esteticista, que trabalha em um centro estético integrado ao salão de beleza de Wamevo, contou que ele trabalhava como cabeleireiro há 15 anos, e que era bastante conhecido na cidade onde moram. (Informações: A Gazeta)

  Categorias: