Mulher procura Delegacia pra tentar inocentar o marido e os dois acabam indiciados por tráfico de drogas em Teixeira de Freitas

Mulher procura Delegacia pra tentar inocentar o marido e os dois acabam indiciados por tráfico de drogas em Teixeira de Freitas
01 julho 10:42 2016 Imprimir esta notícia

Na tarde desta quinta-feira, dia 30 de junho, Suzilene Rocha Peixoto, de 30 anos, compareceu à Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Teixeira de Freitas (DTE), tentando inocentar o marido, Jackson Conceição, 29, que horas antes havia sido preso por policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), em posse de 46 pedras de crack, além de uma caixa de som e vários metros de fios elétricos, produtos sem notas fiscais.

A droga e os produtos supostamente ilícitos foram encontrados na casa do casal, localizada no bairro Castelinho, região leste da cidade e segundo a polícia, Jackson já era alvo de denúncias dando conta de seu suposto envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

Incomodada com a prisão do marido, Suzilene contratou um advogado, procurou pessoalmente o delegado Marco Antônio Neves, titular da DTE e disse que as pedras de crack tinham sido compradas por ela.

Mas ao contrário do que a mulher pensava, segundo Neves, a estratégia não deu certo, já ela recebera também voz de prisão e o casal acabou sendo indiciado por tráfico de drogas, com base no Artigo 33, da Lei 11.343/2006.

suzid1No ano de 2012, conforme consta no banco de dados da Polícia Civil, Suzilene havia sido presa em posse de buchas de maconha e uma arma de grosso calibre e fabricação caseira.

Jackson e Suzelene estão custodiados em celas separadas na carceragem da 8ª Coorpin, mas as últimas informações dão conta que marido e mulher devem ser recambiados ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde vão permanecer à disposição da Justiça. (Por Ronildo Brito e Tyaggo Ramos)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.