Não se apresentou: Polícia Civil pede prisão do acusado de assassinar ex-companheira em Teixeira de Freitas

Não se apresentou: Polícia Civil pede prisão do acusado de assassinar ex-companheira em Teixeira de Freitas
21 agosto 11:17 2017 Imprimir esta notícia

A Polícia Civil de Teixeira de Freitas, comandada pela delegada Valéria Chaves, coordenadora da 8ª Coorpin, confirmou na manhã desta segunda-feira, dia 21 de agosto, que solicitou ao Judiciário a prisão de Israel Amorim de Castro, de 23 anos de idade, suspeito de assassinar a ex-companheira, Tayara Santos Monteiro, 18, morta com disparos de arma de fogo no fim da madrugada de domingo do último dia 13 de agosto, por volta das 5h55. Os dois, segundo relatos de parentes, tinham acabado de chegar de um baile funk.

Por volta das 06h30, cerca de uma hora e meia após o crime, a Polícia Civil de Teixeira de Freitas foi informada do homicídio, ocorrido no interior da casa onde os dois residiam, no Bairro Nova Teixeira. Segundo informações, a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo e socorrida ao Hospital Municipal, mas, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Segundo a polícia, a vítima estava morando há pouco tempo no endereço, em companhia de Israel, que teria a ameado de morte, caso a mesma insistisse na separação, como havia prometido dias antes. Ainda segundo a polícia, foi a mãe de Israel quem levou o SAMU até a casa onde houve o crime, tendo a mesma informado para a polícia que Tayara estava baleada em cima da cama, num dos dormitórios do imóvel. A Polícia Civil solicitou uma perícia no local do crime, que foi realizada pelo perito criminal Bruno Mello, do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Na análise preliminar que fez no cenário do crime, o perito Bruno Mello relatou ter encontrado sinais de muita violência, com a existência de poças e manchas de sangue no piso, nas paredes e na porta de acesso ao dormitório onde aconteceu o crime.

prevd1Ainda de acordo com a polícia, Israel já esteve preso por tráfico de drogas, e teria ameaçado de morte os pais da vítima e a própria ex-companheira em uma separação recente do casal.

De acordo com o delegado Manoel Andreeta, titular da Polícia Civil no município de Teixeira de Freitas e que integra a equipe do Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), da 8ª Coorpin, aguarda-se agora que a Justiça decrete a prisão de Israel Amorim de Castro, de 23 anos, para que o nome dele conste na lista de foragidos, o que vai facilitar a sua localização e prisão em qualquer parte do território nacional. (Da redação TN)

 

  Categorias: