Obras do PAC estão avançando e serão R$ 205 milhões investidos na mobilidade urbana de Teixeira de Freitas

Obras do PAC estão avançando e serão R$ 205 milhões investidos na mobilidade urbana de Teixeira de Freitas
26 fevereiro 11:19 2016 Imprimir esta notícia

Está avançada na cidade de Teixeira de Freitas a primeira etapa das obras do PAC-2 na ordem de R$ 22.672,181,57, somente para drenagem, esgotamento, pavimentação, ciclovia e área de lazer em toda região da “feirinha de domingo” no bairro Bela Vista. Nesta primeira etapa as obras iniciaram no bairro Jerusalém e toda região da Rua do Pó no bairro Ipiranga.

No local foi construído um túnel revertido de gabião na BR-101 em conjunto com a macrodrenagem do córrego que nasce no bairro Bela Vista com estrutura em tela de aço com pedras para contensão do canal que não interferiu no fluxo de veículos durante as obras. Esta semana as obras do PAC chegaram à Rua Diagonal Norte cumprindo mais uma etapa do projeto de saneamento integrado, que engloba água tratada, esgoto, drenagem e asfalto.

pacd4O ato de assinatura do contrato da etapa total do tão sonhado projeto já havia acontecido no dia 5 de setembro de 2014. E no último dia 6 de julho de 2015, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab assinou a ordem de serviço das obras do PAC, que trata-se da maior obra de mobilidade urbana da história de Teixeira de Freitas e serão investidos no total, recursos na ordem de R$ 205 milhões.

As obras do PAC preveem em todas suas etapas beneficiar a população de Teixeira de Freitas, com obras de esgotamento sanitário, asfaltamento de ruas e avenidas, ordens de serviço de corredores de transporte coletivo, estruturação do trânsito, revitalizações de praças e investimentos em centros de lazer, de passeio com acessibilidade, drenagem superficial de guias e sarjetas, rede coletora de águas pluviais, 13,6 km de ciclovias, pistas de caminhada, parques verdes, sinalização viária e obras complementares.

pacd3A construção do sistema de mobilidade urbana de Teixeira de Freitas vai beneficiar diretamente 21.152 famílias, 64.661 pessoas acopladas no projeto e 157 mil habitantes indiretamente, por meio de um convênio firmado com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal. Inserido na segunda etapa do PAC 2 – Pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas, o projeto é o maior de mobilidade e infraestrutura urbana da história da cidade.

Os investimentos do Programa Municipal de Teixeira de Freitas, denominado de “Saneamento Integrado na Bacia do Rio Itanhém” somam R$ 184.375.952,09 milhões, de recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal. A contrapartida do município é de R$ 7.560.000,12. E mais 13.140.000,00 para construção de 219 casas para as famílias que serão retiradas das áreas de risco onde as obras irão passar. O subtotal da obra é de R$ 205.075.952,19.

pacd2O prefeito João Bosco Bittencourt (PT), informou que com as obras do PAC a cidade recebe o seu maior investimento público da história. “Tudo isso representa um modelo de planejamento que implantamos na cidade, gestão e execução dos projetos de infraestrutura públicos que chegarão a partir de hoje com o início das obras do bairro Bela Vista, que tão somente trarão qualidade de vida e saúde pública para este bairro, mas servirão também de medidas institucionais para aumentar o ritmo de crescimento da economia de Teixeira de Freitas”, disse o prefeito.

Para João Bosco, as obras vão modernizar a infraestrutura, melhorar o ambiente de negócios, estimular o crédito e o financiamento, aperfeiçoar a gestão pública e elevar a qualidade de vida da população. Segundo ele, o saneamento básico é fator de proteção à qualidade de vida. Sua inexistência compromete a saúde pública, o bem estar social e degrada o meio ambiente, pois qualidade de vida e meio ambiente estão relacionados.

pacd1“Estamos trabalhado para mudar o cenário da cidade no que diz respeito ao acesso, ao serviço de esgoto e as obras do PAC que chegam para assegurar esta garantia e, sobretudo, para melhorar a saúde e qualidade de vida da cidade. Com isso, estaremos protegendo a saúde de sua família e de toda a população e, além do mais, valorizando o patrimônio das pessoas e contribuindo com o desenvolvimento econômico”, concluiu João Bosco. (Por Athylla Borborema)

  Categorias: