Pesquisa lista as 10 melhores cidades da Bahia para se viver; Porto Seguro é a 9ª

Pesquisa lista as 10 melhores cidades da Bahia para se viver; Porto Seguro é a 9ª
Porto Seguro aparece na 9ª posição
08 março 10:21 2017 Imprimir esta notícia

O estado fica famoso durante o mês de fevereiro e recebe milhões de turistas para curtir o Carnaval. Mas você sabe quais são as 10 melhores cidades para se viver na Bahia? Com base nos dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), publicados no fim de 2015, o Sempre Família apurou as cidades baianas mais bem colocadas.

O sistema de medição foi criado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e acompanha anualmente os números de cerca de 5 mil municípios brasileiros. São analisados três critérios:  Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Confira:

1) Guanambi

vadSituado às margens do rio Caraíba de Dentro, o município de Guanambi, com pouco mais de 84 mil habitantes, figura no primeiro lugar da lista, com IFDM de 0,7435. Ao lado de Caetité e Igaporã, Guanambi forma o maior complexo eólico da América Latina. A produção de algodão, considerável número de indústrias, a presença de um aeroporto e universidades vêm impulsionando o desenvolvimento da cidade, que é também referência em saúde pública na região.

2) Lauro de Freitas

vad1O município de Lauro de Freitas (IFDM 0,7430) pertence à região metropolitana de Salvador e é porta de entrada do litoral norte da Bahia. Por isso, lazer e turismo são fortes características do local, que também dispõe de relevantes recursos provenientes do comércio e da pesca. A cidade é considerada um dos grandes centros de investimento do estado, a ponto de ter sido indicada, em outubro de 2015, pela revista Exame como uma das melhores cidades do Brasil para se fazer negócios.

3) Mata de São João

vad2Com uma vasta extensão territorial, Mata de São João é um município que se divide em duas partes: a sede – localizada no interior do Estado, na região do Recôncavo Baiano, onde mora 70% da população – e a zona rural, onde a produção de orgânicos coloca o município em local de destaque. Os produtos cultivados ali abastecem parte do mercado da capital e de outros municípios baianos. Destaque ainda para a atividade pecuária com intensa criação de bovinos, caprinos e equinos.

Hoje, contudo, a principal atividade econômica do município – que alcançou IFDM de 0,7418 – é a indústria do turismo. O litoral matense, que vai de Praia do Forte a Sauípe, é um dos principais destinos turísticos do Brasil.

4) Santo Antônio de Jesus

vad3Santo Antônio de Jesus está localizado na região do Recôncavo Sul. Com uma população de 100.550 habitantes, é considerada a “Capital do Recôncavo”. Anualmente é sede de movimentadas festas juninas, que atraem milhares de visitantes. Sua agricultura tem grande produção de amendoim, limão e laranja. Na pecuária o município conta com criadores de bovinos e muares. No setor de bens minerais, é produtor de areia e argila. O IFDM chegou a 0,7380.

5) Luís Eduardo Magalhães

vad4Com apenas 15 anos de fundação, o município de Luís Eduardo Magalhães era antes um pequeno povoado denominado Mimoso do Oeste. Hoje possui a décima maior economia da Bahia, numa região que é responsável por 60% da produção de grãos do estado, com uma renda per capita que figura entre as maiores do Brasil. O parque industrial é composto por grandes empresas, inclusive quase vinte multinacionais. É sede de eventos de grande porte do setor de agronegócio. Possui pouco mais de 60 mil habitantes e alcançou IFDM de 0,7328.

 6) Brumado

vad5Conhecido como a capital do minério, o município de Brumado está na região sudoeste da Bahia, e faz divisa com os municípios de Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio, Aracatu, Rio de Contas, Malhada de Pedras, Caetité, Jânio Quadros e Rio do Antônio, que formam o Polígono das Secas. Apesar disso, Brumado (IFDM 0,7289) possui os melhores índices de desenvolvimento social e econômico da região. A economia do município está baseada na mineração, particularmente de magnesita e talco, e no comércio. Sua população é de 61.000 habitantes.

7º Camaçari

vad6Camaçari (IFDM 0,7179) é conhecida como “Cidade Industrial”, por abrigar o importante Polo Industrial de Camaçari, o maior polo industrial do estado, que abriga diversas indústrias químicas e petroquímicas, além de empresas de outros ramos da indústria, como o automotivo, de celulose, de borracha, metalurgia do cobre, têxtil, fertilizantes, energia eólica, bebidas e serviços. É o primeiro complexo petroquímico planejado do país e o maior complexo industrial integrado do hemisfério sul, com mais de 90 empresas instaladas e responde sozinho por 35% das exportações (U$ 2,3 bilhões ao ano).

Possui o segundo maior produto interno bruto municipal do estado (depois de Salvador), é o 5º maior da Região Nordeste e o 38º maior do país. Faz parte dos 71 municípios brasileiros integrados no Mercosul.

 vad78º Salvador

Cheia de praias e atrações turísticas, Salvador é um convite para conhecer a história do Brasil. Com mais de 2,9 milhões de habitantes, é o município mais populoso do Nordeste, o terceiro do Brasil e o oitavo da América Latina (superado por São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires, Lima, Bogotá, Rio de Janeiro e Santiago). Com 466 anos de fundação, foi a primeira capital do país. Centro econômico do estado, Salvador é também porto exportador, centro industrial, administrativo e turístico, com uma grande refinaria de petróleo, uma planta petroquímica e outras indústrias importantes em seu território.

Salvador é, ainda, o segundo destino turístico mais popular no Brasil, depois do Rio de Janeiro. Segundo um estudo recente da da FGV-RJ, Salvador aparece como a 11ª melhor cidade para desenvolver carreiras no país e tem IFDM de 0,7160.

 9º Porto Seguro

vad8Com uma população de 141.006 habitantes e IFDM de 0,6985, Porto Seguro tem uma relevante importância histórica, cultural e turística, por ser o local da chegada dos portugueses no ano de 1500, quando o Brasil foi descoberto. O município foi fundado em 1534 e está tombado em quase sua totalidade pelo patrimônio histórico, não sendo permitida a construção de prédios com mais de dois andares. É cortada pelo rio Buranhém, que liga a sede aos badalados distritos de Arraial d’Ajuda, Trancoso e Caraíva.

A cidade é, hoje, considerada um dos mais importantes pontos turísticos do Brasil, recebendo turistas oriundos do centro-sul do país e de países como Argentina, Portugal, Estados Unidos, Israel e França. Além do turismo, outras atividades importantes são a agricultura – com destaque para o caju e o coco –, o reflorestamento com eucalipto, a pecuária, o comércio e os serviços.

 10º Simões Filho

vad9Simões Filho tem apenas 54 anos de fundação e é hoje a 5ª economia do estado da Bahia. Localizada a apenas 20 km de Salvador, a cidade é considerada um dos mais fortes polos industriais da Bahia, com quase 200 indústrias nos mais diversos segmentos e um porto natural protegido, a baía de Aratu, que faz o escoamento de produção das indústrias locais. No contexto econômico, o Centro Industrial de Aratu – CIA e o Polo Industrial de Camaçari – PIC são os dois marcos mais importantes para a economia local. O IDFM é de 0,6905. (Blog do Valente)

  Categorias: