Picadas de abelhas: Necropsia comprova que “Mazinho da Luzitana” morreu de embolia pulmonar

Picadas de abelhas: Necropsia comprova que “Mazinho da Luzitana” morreu de embolia pulmonar
30 novembro 21:37 2017 Imprimir esta notícia

Ao contrário do que foi divulgado inicialmente, o laudo do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues de Itamaraju (IML), não confirmou o ataque de abelhas, como causa da morte do fazendeiro e comerciante, Rotemar Luiz Toretto, o “Mazinho da Luzitana”, ocorrida na tarde da última terça-feira, dia 28 de novembro, em sua propriedade na região de Campo Alegre, povoado de Itamaraju.

De acordo com as informações repassadas à polícia, “Mazinho”, após ser atacado por um enxame de abelhas, teria sido socorrido por um funcionário de sua propriedade rural e deu entrada em estado grave no Hospital Municipal de Itamaraju (HMI), onde mais tarde acabou não resistindo e veio a óbito.

Mas nos exames realizados no IML, os médicos legistas não teriam notado indícios das picadas de abelhas e sim, grande concentração de líquidos no pulmão, ocasionando embolia pulmonar.

Não foi informado se algum exame completar fora solicitado para que de maneira oficial, sejam esclarecidos os motivos que culminaram com a embolia.

A vítima

Rotemar Luiz Toretto era produtor rural e dono da “Luzitana”, uma das maiores lojas de materiais de construção e produtos agrícolas de Posto da Mata, distrito do município de Nova Viçosa. “Mazinho”, como era mais conhecido, gozava de grande respeito e era integrante de uma das famílias mais tradicionais de Posto da Mata. (Da redação TN)

  Categorias: