Polícia Civil ainda não fechou questão acerca da morte de adolescente em Prado

Polícia Civil ainda não fechou questão acerca da morte de adolescente em Prado
17 julho 20:24 2017 Imprimir esta notícia

Apesar das informações de parentes que a adolescente Ernestina Costa do Carmo, a “Tina”, de 14 anos, teria morrido após um tiro acidental disparado pelo próprio irmão, também menor de idade, a Polícia Civil continua investigando as circunstâncias da morte.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Prado e acompanhado pela 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas e intriga o fato do irmão não ter sido encontrado no local. Conforme as apurações iniciais, familiares disseram que ele saiu de casa com uma arma, dizendo que teria matado a irmã. Os familiares informaram, ainda não ter conhecimento de desentendimento entre eles.

A adolescente foi encontrada morta dentro de casa, na tarde de domingo (16), por volta das 17h, com um tiro na testa, na cozinha do imóvel, localizado na Rua Muritiba, no bairro São Brás, o segundo mais populoso do Prado.

O próximo passo da polícia será localizar e ouvir o menor. A polícia também quer saber a origem da arma. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: