Polícia Civil conclui que “Negão Matador” é autor de mais um homicídio tentado em Teixeira de Freitas

Polícia Civil conclui que “Negão Matador” é autor de mais um homicídio tentado em Teixeira de Freitas
08 setembro 19:02 2017 Imprimir esta notícia

A equipe do Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), serviço especializado da 8ª Coorpin e instado desde o início da gestão da delegada/coordenadora Valéria Chaves, informa a conclusão das investigações envolvendo o homicídio tentado de Cleyton Daniel Silva de Assis, fato ocorrido no dia 15 de julho de 2016, por volta das 19h30, na residência da vítima, situada na Rua D, Bloco 25, na casa 02, no Residencial Castelinho, região leste de Teixeira de Freitas.

A vítima foi alvejada por vários disparos de arma de fogo, que segundo a polícia foram disparados por Ivanildo Pereira dos Santos, o “Negão” e por outro atirador não identificado, os quais chamaram Cleyton pelo nome, quando se encontravam do lado de fora da residência, oportunidade em que, ao abrir a porta, a vítima foi surpreendida por vários disparos de arma de fogo, correndo para o quarto dos fundos da residência, caindo ao chão fingindo-se de morta.

Ao acreditarem que a vítima estava morta, os executores deixaram o local, sendo a vítima socorrida ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde acabou se recuperando. Ao ser ouvida na Delegacia a vítima prontamente reconheceu a pessoa de Ivanildo como sendo um dos executores. Consta que a motivação do crime se deu por envolvimento dos protagonistas com o tráfico de drogas e por um acerto de contas, posto que a vítima, que já registrava passagem da polícia por envolvimento com o tráfico de drogas, teria se relacionado com a namorada de um traficante pertencente a um grupo criminoso no Bairro Castelinho. Vale frisar que a vítima reconheceu o autor IVANILDO no momento em que o mesmo retirou e deixou cair seu capacete no local do crime, durante o crime. Através das investigações realizadas pela Equipe do NHT, passou-se a saber que o autor Ivanildo Pereira dos Santos, o “Negão”, trabalhava como executor ou “soldado do tráfico” do grupo de traficantes ligados ao chefe do tráfico na época, Romário Guimieiro, o “Barrão”, morto em uma emboscada por um grupo de traficantes rivais, no Bairro Nova América, também em Teixeira de Freitas, em janeiro de 2016.

O procedimento, segundo o delegado Manoel Andreeta, titular de Teixeira de Freitas e que coordena o NHT, encontra-se em fase de saneamento e conclusão, aguardando o laudo de lesões corporais e o prontuário da vítima, a serem encaminhados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), respectivamente. “Os autos foram encaminhados para os delegados Bruno Ferrari, Ricardo Amaral e Rina Andrade, que ficaram responsáveis por promoverem a representação pela prisão preventiva do autor”, disse.

Ivanildo Pereira dos Santos, o “Negão”, acusado de cometer o crime, já está preso e é considerado um dos mais perigosos assassinos da história de Teixeira de Freitas. (Da redação TN)

  Categorias: