Polícia Civil conclui que “Patati” e “Gordura” foram os assassinos de “Dorme” em Teixeira de Freitas

Polícia Civil conclui que “Patati” e “Gordura” foram os assassinos de “Dorme” em Teixeira de Freitas
20 janeiro 10:40 2018 Imprimir esta notícia

A Polícia Civil de Teixeira de Freitas acaba de informar a conclusão das investigações envolvendo o homicídio que teve como vítima o adolescente Welbert Costa dos Santos, o “Dorme”, de 17 anos de idade,  fato ocorrido na manhã do dia 17 de novembro de 2017, por volta das 10h30, na Rua Sergipe, próximo à Igreja Maranata, no Bairro Wilson Brito, região central de Teixeira de Freitas.

O corpo da vítima foi encontrado pelas polícias Militar, Civil e o Departamento de Polícia Técnica (DPT), sendo que durante o levantamento foram comprovadas várias perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, que atingiram as costas, o peito e a cabeça da vítima. Consta que dois indivíduos desceram de um veículo tipo motocicleta, Honda Titan 150, de cor vermelha, placa não identificada, sendo certo que o elemento que estava de carona, ao aproximar-se da vítima, que estava conversando com terceiras pessoas no local, sem qualquer aviso, efetuou vários disparos contra a mesma, utilizando um revólver calibre 38 não apreendido, para após deixarem o local do crime, tomando rumo ignorado.

“Com as investigações realizadas pela Polícia Civil passou-se a saber que o crime foi praticado pelos executores identificados por Ezequiel Alves de Alcântara, o “Patati” que estava pilotando a motocicleta e Gabriel Henrique de Lima Carvalho, o “Gordura” que estava de carona na motocicleta e efetuou os disparos contra a vítima”, afirma o delegado Manoel Andreeta, completando que o crime fora a mando do chefe do tráfico do Bairro, identificado por Eldo Ferreira Batista, o “Eldinho”, tendo como motivação o fato de que o menor assassinado, juntamente com seu irmão conhecido por “Baratinha” estarem praticando crimes contra o patrimônio na modalidade de furtos, nas residências e nos pontos comerciais espalhados pelo Bairro Wilson Brito, chamado a atenção da polícia e prejudicando o comércio de drogas no local.

“Vale frisar que os executores pertencem ao grupo de traficantes denominado “Grupo do Gueto”, responsável pela prática de vários crimes de homicídio neste Município, o qual vem desencadeando uma verdadeira “guerra urbana” nos referidos bairros, terminando com a morte de várias vítimas, fatos que ainda estão sendo investigados”, completa Andreeta.

O procedimento encontra-se em fase final, devidamente saneado e concluído, sendo elaborado o competente Relatório Final pela Equipe de Delegados adjuntos atuantes na Delegacia Territorial”, finaliza. (Da redação TN)

  Categorias: