Polícia Civil elucida homicídio de “Boca”, assassinado com requintes de crueldade em Teixeira de Freitas

Polícia Civil elucida homicídio de “Boca”, assassinado com requintes de crueldade em Teixeira de Freitas
02 outubro 12:00 2017 Imprimir esta notícia

A Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas (DT), sob a orientação da delegada Valéria Chaves, coordenadora da 8ª Coorpin, uma equipe da Polícia Civil, liderada pelo delegado titular Manoel Andreetta, acaba de informar a conclusão das investigações envolvendo o homicídio consumado praticado contra Luciano Pereira Silva, o “Boca”,  fato ocorrido na tarde do dia 17 de março, por volta das 14h30, no pasto da Fazenda Jota Pires, ao lado de uma represa, próximo ao Bairro Ulisses Guimarães, na zona rural de Teixeira de Freitas.

O corpo da vítima foi encontrado pela Polícia Civil em adiantado estado de decomposição, mostrando sinais de violência. Posteriormente, o corpo foi identificado pela família no Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT).

Com o desdobramento das investigações, segundo o delegado Manoel Andreeta, a equipe da Polícia Civil passou a saber que os autores do crime tinham sido Nilberto Gonçalves Sousa,  “Tim”, e dois adolescentes, além de uma outra pessoa não identificada. “Consta que a vítima, junto com um outro comparsa, vinha praticando vários crimes contra o patrimônio, na modalidade de roubos a transeuntes, roubos a residências, arrombamentos e furtos nos bairros Ulisses Guimarães, Estância Biquini, Uldurico Pinto e Jardim Liberdade, locais onde atua um grupo de traficantes de drogas, entre eles os autores do crime”, diz Andreeta.

“Com efeito, as ações criminosas da vítima acabaram chamando a atenção da Polícia Militar, esta que, acabou “estourando” um ponto de venda e distribuição de drogas, prendendo em flagrante delito parte do grupo de traficantes, entre eles um adolescente, fato ocorrido no dia 11 de março de 2017, cujo prejuízo ao bando, foi imputado à vítima e a seus comparsas assaltantes. Não obstante, como represália, o grupo de traficantes, entre eles os adolescentes e outra pessoa não identificada, conseguiram render e imobilizar a vítima quando a mesma se encontrava nas ruas do Bairro Ulisses Guimarães, levando-a para um local ermo, na Zona Rural, local onde a pessoa de NIlberto Gonçalves Sousa, o “Tim” executou a vítima utilizando uma arma branca, tipo faca, agindo com requintes de crueldade e tortura, para dar exemplo e causar temor aos demais moradores”, completa.

Ainda segundo o delegado Manoel Andreeta o procedimento encontra-se em fase de saneamento e conclusão, sendo encaminhado para os delegados adjuntos, atuantes na Delegacia Territorial (DT), que ficaram responsáveis por promoverem a representação pela prisão preventiva do autor maior de idade e pela medida de internação provisória dos adolescentes infratores envolvidos, para a posterior conclusão do feito através da elaboração do relatório final do inquérito, que será remetido à Justiça. (Da redação TN)

  Categorias: