Polícia Civil elucida roubo de motocicleta ocorrido no interior de Teixeira de Freitas

Polícia Civil elucida roubo de motocicleta ocorrido no interior de Teixeira de Freitas
31 outubro 20:25 2017 Imprimir esta notícia

Sob a orientação da delegada Valéria Chaves, coordenadora da 8ª Coorpin, a Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas (DT), através do delegado Manoel Andreetta (titular), informa a conclusão das investigações envolvendo o roubo de uma motocicleta,  fato ocorrido em 18 de agosto de 2017, por volta das 19h30h, na zona rural do município, no momento em que a vítima trafegava numa HONDA CG 125 FAN, de cor preta, placa NTE-9334, em uma estrada vicinal, quando retornava da Fazenda Belo Paraíso, no sentido ao Distrito de Duque de Caxias.

Nesse momento, segundo a polícia, ele foi surpreendido com um “fio” de arame estendido de um lado  ao outro da estrada, sendo certo que a vítima caiu da motocicleta quando o arame enroscou em seu braço, no momento em que os assaltantes identificados por Cleiton Silva Caraíba, o “Kekeu” e Gilberto Soares dos Santos, um deles armado com uma arma branca tipo facão, e o outro com uma arma de fogo, tipo espingarda de fabricação caseira, encapuzados, anunciaram o assalto, amarrando e encapuzando o motociclista, deixando-o numa casa abandonada ao lado da estrada, oportunidade em que os assaltantes subtraíram da vítima os seus pertences pessoais, assim como a motocicleta.

Com a prisão em flagrante delito dos envolvidos realizada pela Polícia Militar no último dia 15 de setembro, após o grupo ter roubado uma Fazenda na Zona Rural de Teixeira de Freitas, a vítima reconheceu os assaltantes na fotos postadas pelos sites locais, oportunidade em que os autores foram interrogados e confessaram a prática do delito, após desdobramentos das investigações realizadas pela Polícia Civil. A motocicleta foi localizada pelos policiais na residência de um dos envolvidos e restituída à vítima no dia 21 de setembro de 2017. “Vale frisar que os autores estão sendo investigados por envolvimento com a prática de outros crimes contra o patrimônio, entre eles, furtos e roubos de fazendas e veículos”, diz Andreeta, completando que o procedimento encontra-se em fase de saneamento e conclusão, sendo encaminhado para os delegados adjuntos da Delegacia Territorial (DT), responsáveis por promoverem a representação pela prisão preventiva dos envolvidos, assim como pela conclusão do feito através do relatório final. (Da redação TN)

  Categorias: