Polícia fecha “boca” organizada, prende dois e apreende menor em Teixeira de Freitas

Polícia fecha “boca” organizada, prende dois e apreende menor em Teixeira de Freitas
10 agosto 10:55 2016 Imprimir esta notícia

Na noite desta terça-feira, dia 9 de agosto, por volta das 20h40, policiais militares da Cipe-Mata Atlântica, deslocaram-se ao bairro Jerusalém, na região leste de Teixeira de Freitas, onde informações davam conta de um ponto de venda de drogas em pleno funcionamento na rua Itaipu.

Chegando ao endereço os policiais depararam-se com duas mulheres e um homem, todos sentados na sala da casa e ao lado deles foram apreendidos 11 pedras de crack e uma porção de cocaína. Desconfiados os militares foram aos fundos do imóvel e no quintal apreenderam uma sacola plástica com 181 buchas de maconha, além de diversos saquinhos plásticos usados para embalar drogas. No interior da residência ainda foi apreendida uma sacola plástica contendo R$ 1.598,40 em espécie.

Na sequência os três acusados foram identificados como Caroline da Conceição Franco, moradora do próprio endereço onde funcionava a “boca de fumo”, além de Lucileio Neves da Silva, que disse morar na rua Hermes Lima, nº 48, no vizinho bairro Castelinho, além de uma menor de idade. Os dois maiores receberam voz de prisão, enquanto a menor acabou sendo apreendida.

Questionada pelos policiais, Caroline confessou que sua função na “boca” era vender pedras de crack no valor de R$ 10 cada e sua colega menor seria a responsável pela comercialização das buchas de maconha também ao preço de R$ 10, enquanto a Lucileio caberia a função de responsável pelas finanças. Dentro de uma carteira de cigarros encontrada com o acusado os militares encontraram R$ 192,00, que também foram apreendidos.

No fim da noite o trio e os entorpecentes foram apresentados à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, onde o caso foi registrado. Os dois maiores devem responder por tráfico de drogas, com base no Artigo 33, da temida Lei 11.343/2006, enquanto menor será apresentada ao Ministério Público. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: