Prefeito é cassado por irregularidades na campanha no ES

Prefeito é cassado por irregularidades na campanha no ES
17 fevereiro 18:58 2017 Imprimir esta notícia

O prefeito de Mimoso do Sul, Ângelo Guarçoni Júnior (PMDB), o Giló, teve o diploma cassado pela justiça eleitoral. Na denúncia, ele teria doado cadeiras para uma igreja evangélica com o objetivo de receber em troca votos dos membros daquela instituição. A decisão aconteceu na tarde desta quarta-feira (16), no fim da tarde.

A denúncia de irregularidades na campanha foi apresentada pelo Ministério Público Eleitoral e acatada pela Justiça Eleitoral. A juíza eleitoral de Mimoso do Sul, Raphaela Borges Micheli Tolomei, determinou a cassação dos diplomas do prefeito e de seu vice, Gecimar Peruzini, eleitos em 2016.

Na ocasião, Giló teria doado R$ 270 para a compra de cadeiras para a igreja Tenda dos Milagres. Ele e o vice não foram afastados do cargo e possuem três dias para recorrer da decisão. Guarçoni permanece no cargo enquanto o recurso é julgado e informou que vai recorrer da decisão.

Em nota e nas redes sociais, afirmou que está convicto de que o recurso vai demonstrar a justiça eleitoral que a sentença não deve prevalecer.

Além da perda do mandato, a juíza eleitoral Raphaela Borges Micheli Tolomei condenou os dois ao pagamento, cada um, de multa de R$ 26,6 mil. (Informações: A Gazeta)

  Categorias: