Projeto de Lídice prevê tecnologia de reuso da água para garantir abastecimento

Projeto de Lídice prevê tecnologia de reuso da água para garantir abastecimento
30 novembro 23:56 2015 Imprimir esta notícia

Já se encontra na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado o PLS nº 753/2015, de autoria da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que pretende limitar o aporte de recursos da União aos novos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário que utilizem tecnologia de reuso. O objetivo é garantir o abastecimento hídrico das cidades e promover práticas de uso racional da água.

A senadora baiana explica que o projeto altera a Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007, para tornar obrigatória a implantação de sistemas de reuso direto não potável nas instalações e infraestruturas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário construídas com recursos da União e para exigir a adequação de novas edificações nas localidades onde houver sistemas de reuso.

Em sua justificativa, Lídice da Mata lembra que a Organização das Nações Unidas (ONU) prevê que, até 2025, cerca três bilhões de pessoas estarão sujeitas a estresse hídrico, caso sejam mantidas as condições atuais de disponibilidade e gestão desse recurso natural. “A seca prolongada que acomete o semiárido brasileiro e a escassez hídrica do Sudeste são amostras importantes e graves desse problema global”, afirma.

Além dos problemas para o consumo humano, Lídice alerta que esse quadro pode trazer ameaças para as atividades agrícolas e para a produção industrial, setores que dependem da água como insumo de produção. “A redução nos estoques de água disponível tem sido constante. Suas consequências normalmente são percebidas quando já é tarde para agir”, diz ela.

Após tramitar na Comissão de Serviços e Infraestrutura, o PLS será examinado ainda pelas Comissões de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor e de Fiscalização e Controle, esta última em caráter terminativo. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.