Projeto teixeirense “A Mulher no Universo da Arte” classifica-se entre os 10 melhores da Bahia

Projeto teixeirense “A Mulher no Universo da Arte” classifica-se entre os 10 melhores da Bahia
05 agosto 21:16 2017 Imprimir esta notícia

Realizado desde o ano 2000 pelo Instituto Arte na Escola, o XVIII Prêmio Arte na Escola Cidadã, tem como objetivo identificar, reconhecer e divulgar projetos “referências” na área de Artes, realizados em sala de aula por todo o Brasil. Concorrendo na categoria Ensino Fundamental 2 (6º ao 9º ano) e já pré-selecionado pelo Instituto, entre os 10 melhores da Bahia, o projeto “A Mulher no Universo da Arte”.

De autoria da professora de arte Katia Aslene Silva Dutra em parceria das escolas municipais em que leciona, a Clélia das Graças e a Rachel de Queiroz, o projeto é o único da região extremo sul da Bahia a participar da segunda fase da premiação composta por quatro etapas.

Os avanços de projetos como este em concursos nacionais, demonstram a capacidade e o potencial de nossos educadores teixeirenses, esforço que reflete nas salas de aula e incidem na qualidade de nossa educação. E foi pensado em função do dia internacional da mulher, que o projeto aborda a mulher e o seu papel na sociedade por meio da arte.

Segundo a professora Kátia Aslene o projeto surgiu da necessidade de combate ao preconceito sofrido pelas mulheres em relação as suas escolhas profissionais. “Pensei então, trazer ao conhecimento dos alunos o tão falado empoderamento feminino, tendo como ótica o envolvimento da mulher ao longo da história da arte. O que fez surgir questionamentos entre os alunos a respeito de artistas daqui (Teixeira de Freitas)”.

“Respondendo então aos questionamentos a respeito das artistas teixeirenses, foram escolhidas sete mulheres artistas de nossa cidade para terem seus trabalhos conhecidos”, acrescentou Kátia.

Com final marcada para o dia 5 de setembro de 2017, o prêmio chega a sua 18ª edição, já tendo premiado a mais de 80 professores e escolas em todo o país. “Espero poder chegar as finais com o projeto”, ressaltou Kátia que espera a aprovação do projeto para a terceira fase da premiação em 25 de agosto.

O Projeto

O Projeto é desenvolvido entre os meses de março a maio de 2017, tendo como proposta a releitura dos papeis femininos na sociedade e a relação de suas escolhas profissionais, em meio ao pensamento que tentam restringir quais devem ser funções femininas e masculinas.

O mercado de trabalho é diferente para a mulher na Arte? Onde estão elas? Utilizando-se desses questionamentos, foram feitas leituras e releituras de artes e artistas nacionais e internacionais que divididos em artesanato, desenho, pintura, dança e música, foram estudados por alunos de 6° ao 9° ano do ensino fundamental, dentre elas, artistas como Camile Claudel, Tarsila do Amaral, Lígia Pape, Anita Malfatti, Frida Callo, Anna Pavlova, Ana Bota Fogo, Pina Bauch, Maria Betânia, Elza Soares, Bionce, Chiquinha Gonzaga e muitas outras.

proddMas, e as artistas daqui? Existe mulher artista em Teixeira? “Sim, e para essa edição do projeto algumas delas foram selecionadas à terem suas biografias e trabalhos, conhecidos e questionados pelos alunos”. Foram elas as artesãs Wanda Muniz e Luciane Castro, a fotógrafa Kátia Cerdam, a desenhista e pintora Dany Santos, a bailarina Camila Andrade e as cantoras Tamy Persan e Mirla Keille.“Todas essas mulheres maravilhosas fazem Arte em Teixeira de Freitas e demonstraram um pouco de seu trabalho aos nossos alunos”, enfatizou Katia Aslene.

“Fico imensamente lisonjeada por ter sido escolhida como representante e “objeto de estudo” deste belo projeto! Intensifica e evidencia o reconhecimento de meu trabalho é o que me faz ser imensamente feliz, a arte de fazer música”, disse Tamy Persan.

Concomitantemente com o projeto foram estudados os conteúdos dentro dos parâmetros curriculares de cada série. Para os 6° anos: pré-história na arte, 7° anos: Arte Bizantina com a técnica do mosaico, 8° anos: os movimentos artísticos do barroco ao pós-impressionismo com a técnica do Pontilhismo e 9° anos: a técnica contemporânea do Zentagle.

Acompanhando a execução do projeto os coordenadores escolares Ezio Costa da Escola Municipal Rachel de Queiroz e Mª Betânia Dias da Escola Municipal Clélia das Graças que junto com a direção escolar e a Secretaria de Educação e Cultura, forneceram suporte e parceria na execução das atividades do projeto. (Da redação TN).

  Categorias: