Quatro pessoas de uma mesma família morrem em acidente na BR-101, próximo a Teixeira de Freitas

Quatro pessoas de uma mesma família morrem em acidente na BR-101, próximo a Teixeira de Freitas
24 setembro 12:03 2016 Imprimir esta notícia

Um grave acidente no início da madrugada deste sábado (24), no Km 898 da BR 101, em Rancho Alegre, distrito de Caravelas, deixou o saldo trágico de quatro pessoas de uma mesma família mortas no local, inclusive uma criança. Um veículo Fiat Siena, de cor prata, placa policial MTL-6807, licenciado em Serra-ES., bateu de frente com um ônibus da Viação Águia Branca. Todas as vítimas eram capixabas.

Segundo informações de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atenderam a ocorrência do acidente, o Siena trafegava do Espírito Santo para a Bahia e o ônibus seguia do sentido contrário, quando houve a colisão. Os policiais acreditam que a motorista do carro de passeio perdeu o controle da direção, o Siena rodou na pista e chocou violentamente contra o ônibus.

sid1No Siena viajavam Luciene Pereira Lima, de 47 anos, natural de Medeiros Neto, a filha dela que dirigia o carro, Gislane Lima Giovanella, 23, Valdine Silva dos Santos e um garoto, provavelmente neto de Luciene, que não teve o nome levantado. Todos morreram no local.

O ônibus da Águia Branca de prefixo 24220 saiu de Itamaraju às 23h30 com destino a Vitória-ES., com 44 passageiros a bordo, que nada sofreram. Do Siena só restou um monte de ferro retorcido. As vítimas tiveram múltiplas fraturas. Valdine teve uma perna dilacerada e a cabeça praticamente foi cortada ao meio. No local da tragédia existem redutores de velocidade construídos por reivindicação da população de Rancho Alegre, mas o que parece as lombadas não melhoraram os índices de acidentes fatais no trecho, que já fica bem próximo à divisa entre os municípios de Caravelas e Teixeira de Freitas.

sid2A delegada Waldizia Fernandes, de plantão na 8ª Coorpin, foi a responsável pelo levantamento cadavérico e ainda acompanhou os trabalhos da perícia de local a cargo dos peritos Paulo Libório e Pablo Bonjardim, do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para onde os corpos acabaram sendo removidos para exames de necropsia. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: